sexta-feira, 2 de novembro de 2018

Farnese de Andrade





Farnese de Andrade (1926-1996) Nasceu em Araguari. Pintor, desenhista, escultor, gravurista e ilustrador brasileiro. Estudou pintura com Guignard e gravura no MAM do Rio de Janeiro. Trabalhou como ilustrador no Notícias, Jornal do Brasil, Correio da Manhã, Manchete e Cruzeiro. De 1970 a 1975, morou em Barcelona com prêmio do Salão Nacional de Arte Moderna. Sua obra é única, sem filiação a qualquer movimento. Utilizava-se de materiais descartados e móveis, oratórios e retábulos. Participou das Bienais de São Paulo e Veneza. Morreu no Rio de Janeiro de tuberculose pulmonar. Em 2005, O Centro Cultural Branco do Brasil realizou uma retrospectiva com um belo catálogo: Objetos: CCBB e Cosac & Naify.




 Oratório do Diabo, 1976. Coleção Gilberto Chateaubriand, RJ.


 Sem título

Metamorfose, 1972. Foto Romulo Fieldini.


O Ser









Tudo Continua Sempre, 1974.


Rita 1965.












































Livro da Cosac & Naify. Capa Anunciação.

Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now