terça-feira, 5 de junho de 2018

Emmanuel Nassar






Emmanuel da Cunha Nassar (1949-). Nasceu em Capanema, Pará. Pintor, desenhista auto-didata. A Arquitetura e a publicidade influenciam sua obra.  Realiza instalações e relevos pintados. Graduou-se em  Arquitetura,  pela Universidade Federal do Pará (UFPA), em 1974. Trabalha inicialmente com acrílica sobre tela e, mais tarde, estuda técnicas como o relevo sobre madeira. A partir de 1980, torna-se professor de Educação Artística na UFPA. Em 1981, cria a obra tridimensional Recepcôr. A partir desse trabalho, passa a realizar pinturas em que representa pequenos mecanismos, contendo eixos, manivelas e placas de cor, incorporando também objetos comuns, como garrafas. Em alguns quadros evoca a cultura popular local, como nas cores vibrantes e formas geométricas das casas e de barracas de feira. Em 1985, em uma nova pesquisa, realiza trabalhos em que apresenta uma releitura dos desenhos e pinturas presentes em bares e banheiros públicos. Em outros trabalhos, alia imagens do universo do consumo a outras, recorrentes nos subúrbios da sua cidade natal. Em 1998, realiza a instalação Bandeiras, no Museu de Arte Moderna de São Paulo e no Museu Estadual do Pará, na qual se apropria de 143 bandeiras de municípios paraenses, que são distribuídas pelas paredes dos mus. Em 1999, com a obra Incêndio, recebe o grande prêmio da 6ª Bienal de Cuenca, no Equador. Participou das Bienais de São Paulo, Cuba e Veneza. Influenciado por Calder e Volpi. Atualmente, retrospectiva na Estação Pinacoteca de São Paulo Emmanuel Nassar 81-18 com curadoria de Pedro Nery. Vive e trabalha em Belém do Pará. É representado pela Galeria Millan, S.P.
Arraial, 1982-84. Esmalte sintético sobre chapa. 100 x 200 cm. Coleção do artista, Belém. Foto: Romulo Fialdini.


Sonoros Brasil , 1985.  Foto: Romulo Fialdini.


Sem título, 1986.


Mapa


Sem título, 1988.

Fachada, 1989. Esmalte sobre alumínio e madeira, fios elétricos, óleo sobre madeira e soquetes de cerâmica. 350 x 1004 x 15 cm. Doação Emmanuel Nassar. Acervo da Pinacoteca. Foto: Edouard Fraipont.
Hollywood, 1989. Acrílica sobre tela. 100 x 200 cm. Coleção do artista, Belém. Foto: Romulo Fialdini.


Ares Azuis, 1986..


Sem título, 1986.


Sem título, 1986.


Cidade Bandeira, 1987. Foto: Leandro Sangoi.


Sem título, 1987.


Sorvete, 1988.


Sem título, 1990.


Liberdade e Amizade, 1990.


Sem título, 1995.


Disco de Prata, 1995.


Cobra, s.d. Foto: Pablo Marcelo Di Giulio.


Sem título, s.d.


Tapume, 2010. 


TrapTrap, 2013.


Trapioptica, 2013


Enbox, 2014.  Edição de 10.


Ilusion, 2014.


Light, 2016.



Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now