quinta-feira, 31 de maio de 2018

Raoul Dufy




Raoul Dufy  (1877-1953)  Nasceu em Le Havre, em uma grande família. Largou a escola aos 14 anos para trabalhar em uma importadora de café. Aos 18 anos, em 1895, ele começou a ter aulas de artes na École des Beaux-Arts de Le Havre, uma escola municipal. As aulas eram dadas por Charles Lhuillier aluno de Ingres. Lá, conheceu e tornou-se amigo de Raimond Lecourt e Othon Friesz. com quem mais tarde teria um estúdio em Montmartre. Neste período, Raoul pintava principalmente paisagens normandas em aquarelas.[2]
Em 1900, após um ano de serviço militar, ganhou uma bolsa de estudos na École Nationale Supérier des Beaux-Arts, Paris, onde reencontrou o amigo Othon Friesz. Influenciado por Claude Monet e Camille Pissarro, Matisse e Cézanne e suas paisagens impressionistas Sua primeira exposição ocorreu em 1901.  Em 1903, do Salon des Indépendants. Maurice Denis chegou a comprar um de seus quadros. Os locais que Raoul gostava de pintar eram os arredores de Le Havre e a praia de Sainte-Adresse, famosa nos quadros de Monet e Boudin. Sua relação pessoal com Braque, o leva a experimentar o Cubismo.Em 1904, com seu amigo, Albert Marquet, trabalharam no Canal da Mancha. Foi um excelente ilustrador.
Em 1950, começou a sofrer de artrite reumatoide, o que o impedia de segurar o pincel por muito tempo. Em abril do mesmo ano, ele viajou até Boston, onde passou por um tratamento experimental com cortisona. Em agradecimento pela melhora, alguns de seus trabalhos foram dedicados aos médicos que o atenderam na cidade americana. Recebeu o primeiro premio da Bienal de Veneza.
Morreu de complicações intestinais. Está sepultado em Nice no mesmo cemitério de Matisse




Banhista, 1907.

Sierens, 1908.  Metropolitan Museum of Art, NYC.

The Regatte, 1908-1010.


Study for the Painting le Padock, 1913. Metropolitan Museum of Art, NYC.



Fruits of Africa, 1920.  Metropolitan Museum of Art, NYC.


Fruits of America, 1920.  Metropolitan Museum of Art, NYC.


The Jungle, 1922.  Metropolitan Museum of Art, NYC.


Dusk at La Baie des Anges, Nice, 1927. Metropolitan Museum of Art, NYC.


O Cassino de Nice, 1927.

Vallauris, 1928. Metropolitan Museum of Art, NYC.


The Lighthouse at Honfleur, 1928-1929.  Metropolitan Museum of Art, NYC.


The Famille Kessler à Cheval, 1931. Tate Gallery, Londres.

Regatta at Cowes, 1934. National Gallery of Art, Washington, D.C.

The Artist's Studio, 1935. Phillips Collection, Whashington.

La Réception à l'Amirauté (Reception at the Admiralty),1935.

Les Jetées,1935. Coleção particular.


Roses in Blue Bowl, 1941.  Metropolitan Museum of Art, NYC.


Le Paddock, s.d. Coleção particular.


 

Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now