segunda-feira, 23 de julho de 2018

Arte para Sentir Curadoria Maria Isabel Portella na CaixaCultural



ESPAÇO CULTURAL CORREIOS NITERÓI ABRE TRÊS EXPOSIÇÕES - SÁBADO 21/07




Tour de France pour Luiz Cavalli


Reinauguração da Zuleika Bisacchi Galeria. - Tsudoi.


A Zuleika Bisacchi Galeria de Arte será reinaugurada com uma homenagem à Arte Contemporânea nipo-brasileira! 

Com a exposição "Tsudoi" vamos celebrar um encontro de gerações, reunindo artistas de origem e descendência japonesa, do Paraná e de São Paulo, para comemorar os 110 anos da Imigração Japonesa no Brasil.



A Luciana Caravello Arte Contemporânea tem o prazer de anunciar a representação do artista Almandrade.


A Luciana Caravello Arte Contemporânea tem o prazer de anunciar a representação do artista Almandrade.
Luciana Caravello Arte Contemporânea is pleased to announce the representation of
artist Almandrade.

Almandrade, Poema Visual, 1974. 
Almandrade, Visual Poem, 1974.

Almandrade, São Felipe/BA, 1953
Vive e trabalha em Salvador/BA
Artista plástico, arquiteto, mestre em desenho urbano, poeta e professor de teoria da arte das oficinas de arte do Museu de Arte Moderna da Bahia e Palacete das Artes. Participou de várias mostras coletivas, entre elas: XII, XIII e XVI Bienal de São Paulo; "Em Busca da Essência" - mostra especial da XIX Bienal de São Paulo; IV Salão Nacional; Universo do Futebol (MAM/Rio); Feira Nacional (São Paulo); II Salão Paulista, I Exposição Internacional de Escultura Efêmeras (Fortaleza); I Salão Baiano; II Salão Nacional; Menção honrosa no I Salão Estudantil em 1972. Integrou coletivas de poemas visuais, multimeios e projetos de instalações no Brasil e exterior. 
Realizou cerca de trinta exposições individuais em vários Estados. Tem trabalhos em vários acervos particulares e públicos, como: Museu de Arte Moderna da Bahia, Museu Nacional de Belas Artes (Rio de Janeiro), Museu da Cidade (Salvador) e Pinacoteca Municipal de São Paulo, Museu Afro (São Paulo), Museu de Arte do Rio Grande do Sul,  Brazil Godlen Art, Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães (Recife), Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul, Museu de Arte Contemporânea de Feira de Santana (Ba.), Centro Universitário de Cultura e Arte de Feira de Santana (Ba.), Galeria ACBEU de Salvador, Museu de Arte Abraham Palatnik (Natal), Museu de Arte do Rio de Janeiro, Museu Nacional (Brasília).

Almandrade, São Felipe/Bahia/Brazil, 1953
Lives and works in Salvador/Bahia/Brazil
Plastic artist, architect, master of Urban Design, poet and teacher of Art Theory of the art workshops of Museu de Arte Moderna da Bahia and Palacete das Artes. He participated in several collective exhibitions, among them: XII, XIII and XVI Bienal de São Paulo; “Em Busca da Essência” – special exhibition of the XIX Bienal de São Paulo; IV Salão Nacional; Universo do Futebol (MAM/Rio); Feira Nacional (S.Paulo); II Salão Paulista, I Exposição Internacional de Escultura Efêmeras (Fortaleza); I Salão Baiano; II Salão Nacional; Honorable Mention at I Salão Estudantil in 1972. He was part of collective exhibitions of visual poems, multimedia and installation projects in Brazil and abroad.
Almandrade made around thirty solo exhibitions in several states. He has works in various private and public collections, such as: Museu de Arte Moderna da Bahia, Museu Nacional de Belas Artes (Rio de Janeiro), Museu da Cidade (Salvador) and Pinacoteca Municipal de São Paulo, Museu Afro (São Paulo), Museu de Arte do Rio Grande do Sul, Brazil Godlen Art, Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães (Recife), Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul, Museu de Arte Contemporânea de Feira de Santana (Ba.), Centro Universitário de Cultura e Arte de Feira de Santana (Ba.), Galeria ACBEU de Salvador, Museu de Arte Abraham Palatnik (Natal), Museu de Arte do Rio de Janeiro, Museu Nacional (Brasília).

43° SARP – Salão de Arte de Ribeirão Preto Nacional-Contemporâneo

43° SARP – Salão de Arte de Ribeirão Preto Nacional-Contemporâneo

Comissão de Seleção e Premiação:
Carla Chaim, José Augusto Ribeiro e Nilton Campos

Artistas selecionados:
Alice Freire (De São Paulo-SP, vive e trabalha em São Paulo-SP)
Ana Júlia Vilela (De Belo Horizonte-MG, vive e trabalha em Pelotas-RS)
Andre Barion (De São Paulo-SP, vive e trabalha em São Paulo-SP)
Angela OD (Do Rio de Janeiro-RJ, vive e trabalha no Rio de Janeiro-RJ)
Bruno Ferreira (De Mogi-Mirim-SP, vive e trabalha em São Paulo-SP)
Carlos Pileggi (De São Paulo, vive e trabalha em São Paulo-SP)
Carolina Cordeiro (De Belo Horizonte-MG, vive e trabalha em São Paulo-SP)
Daniel Antônio (De Divinópolis-MG, vive e trabalha em São Paulo-SP)
Elizabeth Dorazio (De Araguari-MG, vive e trabalha em São Paulo-SP)
Gustavo Aragoni (De Osasco-SP, vive e trabalha em São Paulo-SP)
João Trevisan (De Brasília-DF, vive e trabalha em Brasília-DF)
Marc do Nascimento (De São Paulo-SP, vive e trabalha em São Paulo-SP)
Marcella Moraes (Do Rio de Janeiro-RJ, vive e trabalha no Rio de Janeiro-RJ)
Maria Eduarda Rezende (De São José dos Campos-SP, vive e trabalha em Jacareí-SP)
Renan Marcondes (De São Bernardo do Campo-SP, vive e trabalha em São Paulo-SP)
Renato Leal (De Santos-SP, vive e trabalha em São Paulo-SP)
Roberta Tassinari (De Florianópolis-SC, vive e trabalha em São Paulo-SP)
Rodrigo Arruda (De São Paulo-SP, vive e trabalha em São Paulo-SP)
Simone Cupello (De Niterói, vive e trabalha no Rio de Janeiro-RJ)
Simone Fontana Reis (De São Paulo-SP, vive e trabalha em São Paulo-SP)
Virgilio Neto (De Brasília-DF, vive e trabalha em São Paulo-SP)
Vitor Iwasso (De Botucatu-SP, vive e trabalha em São Paulo-SP)

Artistas premiados / Prêmios Aquisitivos ao Acervo MARP, no valor de R$ 8.500,00 cada:
Ana Júlia Vilela (De Belo Horizonte-MG, vive e trabalha em Pelotas-RS)
Angela OD (Do Rio de Janeiro-RJ, vive e trabalha no Rio de Janeiro-RJ)
Renan Marcondes (De São Bernardo do Campo-SP, vive e trabalha em São Paulo-SP)

Obs. Os prêmios SARP são de incentivo e contemplam o retorno dos três artistas premiados para a realização de mostras individuais simultâneas, no MARP, em abril de 2019.



43° SARP
Em exposição de 03/08 a 21/09/2018, no MARP, piso superior.
Coquetel de abertura dia 03/08, às 20h30.
Rua Barão do Amazonas, 323, Ribeirão Preto-SP.
Visitação de terça a sexta-feira, das 9h às 18h.
Aos sábados, nos dias 04, 11, 18 e 25/08 e nos dias 01 e 15/09, visitação das 12h às 17h.
No dia 07/09, o museu não estará aberto à visitação.


No dia 04/08
Bate-papo no MARP
Programação do 43° SARP.
Tradicionalmente o MARP faz um bate-papo na manhã seguinte à abertura de exposição.
Presença dos artistas participantes da quadragésima terceira edição do SARP.
No MARP, às 10h.
Rua Barão do Amazonas, 323, Ribeirão Preto-SP.
Evento gratuito, aberto a interessados.

Informações no MARP (16) 3635 2421 / 3941 0089.

Inscrições abertas para Bolsa IMS de Pesquisa em Fotografia

Inscrições abertas para Bolsa IMS de Pesquisa em Fotografia 
Com o objetivo de incentivar a pesquisa sobre a história da fotografia brasileira e o estudo do seu acervo, o Instituto Moreira Salles promove a primeira edição da Bolsa IMS de Pesquisa em Fotografia. Será selecionado um projeto inédito baseado na produção de Marc Ferrez (1843-1923), um dos mais importantes fotógrafos brasileiros do século XIX, cuja obra está sob a guarda do Instituto desde 1998. Os projetos inscritos devem se basear em um dos seguintes eixos temáticos: “Ferrovias na obra de Marc Ferrez”; “Marc Ferrez empresário da imagem” e “Marc Ferrez, anos de formação e início de trajetória (1863-1875)”.  O pesquisador contemplado receberá o valor total de R$ 30 mil, ao longo de um ano. As inscrições se encerram no dia 31 de agosto.
saiba mais
Para se inscrever:
Os candidatos devem preencher o formulário de inscrição que se encontra disponível neste link.

Além de preencher o formulário, os interessados precisam enviar o projeto de pesquisa, entre outros documentos elencados no edital, para o endereço  bolsadepesquisa@ims.com.br, até o dia 31 de agosto.

O edital da bolsa está disponível no site do IMS.

Espaço f/508 de Fotografia

Curso de fotografia de espetáculos

[Início: 06 de agosto] No 10º ano consecutivo, o curso é realizado em parceria com o Cena Contemporânea – Festival Internacional de Teatro de Brasília, onde os alunos tem acesso à programação do festival, que serve como plataforma para as aulas práticas.

Núcleo de Vivências 

O Núcleo de Vivências f/508 é um projeto destinado a dar continuidade ao aprendizado na área da fotografia, fomentar a arte em Brasília e, principalmente, promover conhecimento, trocas e conexões. Toda semana, promovemos uma nova atividade que varia de desafios imagéticos, saídas fotográficas, palestras com artistas da cidade e muito mais!  +informações
O tradicional brunch de sábado terá novidades em breve, e por isso estamos preparando uma deliciosa despedida do cardápio para essa semana.

Para quem nos acompanha e fica na vontade de experimentar nossas comidinhas, separem a manhã de sábado para experimentar!

Funcionamos das 10h às 13h!
Endereço: CLN 413, bloco D, sala 113 | +55 (61) 3347 3985 | f508@f508.com.br
Horário de func.: seg à sex, das 14 às 20:30 e aos sábados, das 10 às 13:00

domingo, 22 de julho de 2018

Imagem Semanal Escola de Delft





Delft era uma pequena cidade da Holanda, famosa pela fabricação de azulejos e tapetes. A cidade ficou decadente em relação a Amsterdam e Roterdam. Num determinado período, juntaram-se ali um grupo de pintores de qualidade excepcional o que levou esse tempo ser identificado como Escola de Delft ou a Época de Ouro da pintura holandesa. Entre tantos fazem parte: Carel Fabritius, Nicolaes Maes, Pieter de Hooch, Vermer, Gerard Houchgeert e Emanuel de Witte. Vermeer and the Delft School foi apresentada no Metropolitan Museumn of Art, Nova York e depois na National Gallery, Londres. View of Delft, 1660-1661. de Joahannes Vermeer. Mauritshuis.


Hendrick Cornelisz Vroom (1566-1640) Nasceu em Harlen. Seu treinamento foi em Delft. Foi para Espanha e Itália, tendo ficado em Florença sob o patrocínio do Cardeal Ferdinando de Medici, até retornar a Harlen, onde se fixou. Dedicou-se às marinhas. 



Ships Trading in the East, 1614. National Maritime Museum, Londres


View of Deftt from the Southwest, 1615. Stedelijk Museum, Amsterdam.

Naval Battle off a Rocky Coast, 1626. Museu do Prado, Madrid.




Carel Fabritius (1622-1654) Nasceu em Midden-Beensteer. Trabalhou em Delft, onde morreu. Foi aluno de Rembrandt e um dos fundadores da Escola de Delft. Paisagens, cenas de gêneros e retratos eram sua especialidade. Foi professor de Vermeer. View of Delft, 1652. The National Gallery of London.



The Gate Guard/ The Sentry, 1654. Statliches Museum.

The Goldfinch, 1654. Mauritishuis.



Johannes Vermeer ou Vermeer de Delft (1632-1675) Nasceu e viveu toda sua vida em Delft. Foi o maior pintor da Escola de Delft., onde viveu todo seu tempo, Foi sepultado na antiga Igreja de Delft. Foi comerciante de arte, de onde tirava seu sustento. Viveu e morreu na extrema pobreza. A pintura exalta a virtude doméstica. Há cerca de 40 quadros atribuídos a ele. Litle Street (1659-1650). Lady Seetead at a Virginal, 1662. National Gallery.


View of Houses in Delft, known as 'The little Street, 1658. Rijiskmuseum, Amsterdam.

A Lady and Two Gentlemen, 1659. Herzog Anton Ulrich Museum.


Pieter de Hooch (1629-1684) Foi o pioneiro da escola de Delft e um dos mais inventivos pintores holandeses da sua Era de Ouro. Pouco se sabe sobre sua vida. Nasceu em Roterdam e estudou em Harlem. Foi aluno de Berchen e contemporâneo de Vermeer com quem dividiu os temas e o estilo. de Hooch retratou os costumes de seu país em sua época. Mistress and her Mais. Museu do Hermitage, São Petersburgo.
Mistress and her Mais. Museu do Hermitage, São Petersburgo.



A Woman Peeling Apples, 1663. The Wallace Collection, Londres

Woman Drinking with Soldiers, 1658.




Gerard Houckgeestst (1600-1661) Nasceu em Hague. Trabalhou  Delft e outras cidades. Dedicou-se a registrar a arquitetura imaginárias e interior das igrejas. Ambulatory of the New Church in Delft, 1651. Mauritshuis.
Ambulatory of the New Church in Delft, 1651. Mauritshuis.


Interior of the Oude Kerk, Delft, with the Pulpit of 1548. Rijiksmuseum, Amsterdam.


 Portrait of Henrietta Maria of France, s.d. Coleção particular.






Hendrick Cornelisz Van Vliet (1611-1675) Nasceu e morreu em Delft. Especializado em retratos e cenas mitológicas e históricas. Pintor e gravador. Estudou com o pai



A Man, 1636. Museu do Louvre. Paris.



Portrait of Michiel van der Dussen, his Wife, Wilhelmina and their Children, 1640. Stedelijk Museum, Amsterdam.


Girl Holding a Fan, 1645. Hermitage Museum, São Petersburgo.






Emanuel de Witte (1617-1692) Nasceu em Alkman, Holanda. Estudou Geometria. Ligou-se a Coperativa de São Lucas em sua cidade natal Ao mudar-se para Delft foi aluno de Evert van Aelst. Inicialmente pintava retratos e cenas religiosas ou mitológicas. Em Delft, dedicou-se à pintura de interiores de igrejas. Witte teve una vida trágica e sofrida terminada com seu suicídio. 



Interior of a Calvinist Church, 1660. Rijksmuseum, Amsterdam.

Interior of a Calvinist Church, 1660. Rijksmuseum, Amsterdam.

Portrait of a Family in an Interior, 1678. Alte Pinakothek, Munique.





sábado, 21 de julho de 2018

David Wojnarowicz




David Wojnarowicz (1954-1992) Nasceu em Red Bank, New Jersey. Veio de uma família com estrema dificuldade e logo cedo tomou conhecimento de sua homossexualidade. Aos 16 anos, abandonou a escola e morou na rua. Viveu em São Francisco e Paris até 1978 quando se fixou em East Village, Nova York. Foi pintor, fotógrafo, escritor, diretor de cinema e artista performático. Seu trabalho refere-se a sua própria vida. Era companheiro de Peter Hujar e após sua morte tornou-se um ativista na luta contra a AIDS em Nova York. Seu vídeo A Fire in My Belt foi  excluído de uma exposição de retratos no Smithsonia's National Portrait Gallery em virtude de protesto de católicos e membros do Congresso.  Participou da Biennial do Whitney Museum, Nova York. O espólio do artista é representado pela P.P.O.W Gallery, Nova York.


 Série Arthur Rimbaud in New York, 1978-1979.

  Série Arthur Rimbaud in New York, 1978-1979.

  Série Arthur Rimbaud in New York, 1978-1979.


 Série Arthur Rimbaud in New York, 1978-1979.


Peter Hujar Dreaming/Yukio Mishima: St. Sebastian, 1982. Collection of Evan Lurie, Nova York.

Jean Genet Masturbating in Meteray Prision, 1983.


Untitled, 1983.

Untitled (Between C and D), 1985.

Wind (For Peter Hujar), 1987.


The Death of American Spirituality, 1987. Collection of John Carlin and Renee Dossick, New Jersey.


Water, 1987. Collection of Steven Johnson and Walter Sudol, New York.



Untitled, 1988. Whitney Museum of American Art, Nova York.



Untitled (Bread Sculpture) 1988-1989. P.P.O.W.

Untitled from Ant Series (Spirituality) 1988-1989. P.P.O.W.

Untitled (Peter Hujar), 1989.





Untitled (One Day This Kid...), 1990. Whitney Museum of American Art, Nova York.

Untitled, 1990. Foto: Tim Nighswander. .. Whitney Museum of American Art, Nova York

Untittled (for ACT UP), 1990.
Untitled (Genet), 1990. Whitney Museum of American Art, Nova York.


Sub-Species Helms Senatorius, 1990. Whitney Museum of American Art.

Whem A Put My Hands on your Body, 1990.
Untitled (Face in Dirt), 1990. P.P.O.W

Americans Can't Deal with Death, 1990. P.P.O.W.

Untitled (Sometimes I Come to Hate People), 1992. Whitney Museum of American Art, Nova York.

Mortality, 1992.


Fever: The Art of David Wojnarowicz. New Museum, Nova York.

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now