sábado, 1 de julho de 2017

Carlos Cruz-Diez




Carlos Cruz-Diez (1923-) Nasceu em Caracas, Venezuela. Estudou na Escuela de Artes Plásticas y Aplicadas entre 1940-1945. A Venezuela era muito pobre em artes plásticas, apenas seus artistas acadêmicos com suas obras históricas tinham projeção. Para ganhar a vida trabalhou como desenhista de jornais, revistas e na ilustração de livros. Seus primeiros trabalhos foram figurativos retratando a precária condição social de seu país. Depois da Segunda Guerra Mundial, seus jovens artistas partiram para Europa com intuito de aprofundar nos novos movimentos da arte. Foi influenciado pela arte flamenca e por Seurat  Joseph Albers e Malevich.  Passou grande parte de sua vida profissional entre Caracas e Paris pintando e ensinando. Seu maior interesse foi o estudo da cor no espaço. É um dos grandes nomes da Arte Cinética junto com seus conterrâneos Jesús Rafael Soto e Alejandro Otero. Participou da Bienal de Liverpool. Em 2015, recebeu a medalha Turner, UK. Em 2012, retrospectiva na Pinacoteca, São Paulo. Em 2015, a Galeria Ipanema organizou a exposição Cruz-Diez — um olhar sobre a cor. Vive e trabalha em Paris. É representado pelas galerias Sicardi, Houston e Moka Gallery, Chicago.
Premer Proyeto para um Muro Exterior, Caracas, 1954.

Fisicronia1, 1959.


 Physichromie 21. 1960. MoMA, Nova York.





Physichromie No 123, 1964. Tate Gallery, Londres.




Physichromie No 13, 1963-1976. Tate Gallery, Londres.


 Physichromie 114, 1964. MoMA, Nova York.


Project for an Exterior Wall. 1954–1965.  MoMA, Nova York.



Induction Chromatique 1, 1974.

Physichromie Mil/A, 1999.



Physichrome 1607, 2009.



Physichromie 1341, 2001.


Physichromie No 1861, 2013.



Dazzle Ship, 2014. Liverpool Biennial.



Color Aditivo Serie Cubagua 1, 2015.


Color Aditivo Cancan, 2015


Couleur Additive 354, 2016.



Cromointerferência Mecanica Nova 2, 2016.



Induction du Jaune 211, 2016.



Redoma del Sol Naciente, Barquisimeto, Venezuela.

Painel de 58m x 2,98m, que cruza todo o lobby do Berrini One.



Instalação na 

Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now