terça-feira, 2 de maio de 2017

Tributo a Vito Acconci




Vito Acconci (1940-2017) Nasceu no Bronx, Nova York. Graduou-se em Literatura no College of the Holly Cross, 1962. Fez Pós Graduação em Literatura e poesia na University of Yowa. Foi precursor da Body Art. Em 1960, tornou-se conhecido como artista performático e com a vídeo arte. Utilizou-se de instalações, desenhos e colagens. Considerando a arte comercial esgotada passou a usar seu próprio corpo como tema de sua obra. Professor do Departamento de Artes do Brooklyn College. Mais recentemente, interessou-se pela Arquitetura e Design numa tentativa de integrar o espaço público com o privado. Sua obra mais notável na Arquitetura foi desenvolvida na Áustria, a Murinsei uma ilha flutuante no meio do Rio Mur. Esteve no Brasil, em São Paulo, onde construiu banheiros para população de rua e no Rio de Janeiro, para uma palestra no Oi Futuro. Viveu, trabalhou e morreu em Nova York.

A nossa artista Regina Vater fez o seguinte comentário:"Vito era uma pessoa muito gentil. Sem pose (algo raro entre os que desfrutam esse tipo de notoriedade). Eu tenho o privilegio de ter gravado uma entrevista que fiz com ele em 1976. E ele nunca mais me esqueceu. Quando nos encontramos no Texas por volta de 2009 foi muito carinhoso com nos dois". 


Wavewall, 2005. Coney Island Train Station.




Carbage City, 1999. Israel.

Adjustable Wall Bra, 1990-1991. MoMA, Nova York


House of Used Parts, 1985. Museum of Contemporary Art Chicago.


Instant House, 1980.



Where We Are Now. Who Are We Anyway?, 1976 Sonnabend Gallery, Nova York.


Seedbed, 1972. Uma de suas obras mais conhecidas e discutidas, durante o período em que a galeria fica aberta ele permanece deita se masturbando.


Body Art, 1970.



Performance.




Three Adaptation Studies (Blindfolded Catching, Soap and Eyes, Hand and Mouth) (Tres estudios de adaptación [atrapar con los ojos cerrados, jabón y ojo, 1970. Museo Reina Sofia, Madrid.

 y boca])

Following piece (detail), 1969. Seguia uma pessoa por dia durante 30 dias. A perseguição iria até ela entrar num espaço privado.




Life Death Love Hate Pleasure Pain _ Selected Works of Museum of Contemporary Art Chicago, 2003.

Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now