quarta-feira, 10 de maio de 2017

Fa Pianger e Sospirare - Alessandro Sartore Curadoria e texto de Isabel Sanson Portela.





FA PIANGER E SOSPIRARE

"O tempo é o elemento mais importante na 
produção de projetos válidos" 
Cedric Price




Para o arquiteto britânico Cedrick Price, o tempo e sua passagem geram naturalmente uma mudança na função do espaço arquitetônico. Esvaziada de sua razão primeira, a construção terá que ser adaptada para novos usos e terá, assim, seus espaços manipulados. 
Alessandro Sartore, artista visual que agora ocupa o Coreto, nos jardins do Museu da República, gosta de pensar na manipulação dos espaços como uma equação matemática. Imagina todas as informações agregadas ao seu trabalho como dimensões. São mais do que camadas sobrepostas, são planos cuidadosamente organizados que constroem espaços tridimensionais.
Em Fa Pianger e Sospirare, obra de Sartore para o Coreto, percebemos claramente os diversos planos com que o artista construiu sua equação. A delicada porcelana, a luz, a fumaça e a música trazem para dentro do espaço o encantamento que antes dele saía. Se para ouvir música o público se reunia do lado de fora, agora terá que adentrar a construção existente para vivenciar outra forma de arte. E então serão acionadas ao mesmo tempo as memórias afetiva, visual e auditiva. A nostalgia vai trazer uma época distante envolta na névoa, nas cantigas italianas, brincadeiras infantis e nas cores do por do sol. Impregnada nas antigas paredes ficará para sempre a função original desse espaço, mas através da experiência artística novas memórias poderão ser inventadas.

Isabel Sanson Portella

Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now