quarta-feira, 31 de agosto de 2016

John Nicholson apresenta a exposição Cores da Europa na Galeria Patricia Costa


John Nicholson apresenta a exposição Cores da Europa na Galeria Patricia Costa

Artista produziu 17 obras inéditas a partir de cenas em cidades como Sevilha, Lisboa, Estocolmo e Paris




John Nicholson gosta de observar os detalhes. Para o artista americano radicado no Brasil há 40 anos, a beleza das cenas está na luz, nos gestos, no tom de pele, no andar e na troca de olhares entre os personagens. Durante mais de 20 anos, capturou essas nuances em suas viagens, fotografou tudo e trouxe para seu ateliê, no Rio de Janeiro.

Do início de 2015 a julho deste ano decidiu dar vida às antigas imagens. O resultado do trabalho será apresentado ao público na exposição Cores da Europa, a partir de 06 de setembro, na Galeria Patricia Costa, em Copacabana.

Para a mostra, John Nicholson selecionou 17 obras inéditas, produzidas a partir de cenas clicadas em cidades como Sevilha, Madri, Lisboa, Estocolmo, Paris  e Dublin, na Irlanda, onde seu pai nasceu. São 10 pinturas a óleo e 7 aquarelas, de pequenas, médias e grandes dimensões. “Desta vez a procura pela plasticidade exigia mais espaço, profundidade, por isso, recorri aos cenários de ruas e paisagens”, diz.

A fotografia serve como esboço inicial para o trabalho do artista. Formado em arte pela tradição norte-americana, em que realismo, fotorrealismo e pop art exercem forte influência sobre a pintura dos séculos 20 e 21, para John Nicholson o mais importante nesse processo é poder utilizar a imagem para capturar o indivíduo e lançá-lo no espaço pictórico, como se este fosse um espaço real, o seu habitat no dia-a-dia.

No ato de observar intensamente, tudo que há de significativo surge nitidamente e fica disponível, exposto ao olhar do artista. “As fotos são como rascunhos, a partir delas é que as pinturas surgem. Gosto de flagrar as pessoas com naturalidade, sem que a cena se desfaça”, conta o artista.

A exposição Cores da Europa representa também uma nova fase para John, que se afasta das cenas cariocas e da figura feminina, muito presentes em suas últimas produções “Olhando para o conjunto desta nova exposição percebo quanto meu trabalho mudou e cresceu neste período. Quis explorar mais a plasticidade, com manchas e gestos mais soltos. Privilegiei a leveza, sem me preocupar com as formas tão arredondadas e perfeitas”, explica o pintor, que na década de 1980 foi professor de Adriana Varejão e Daniel Senise no Parque Lage.


SOBRE O ARTISTA
Nascido e graduado no Texas, John Nicholson se mudou para o Rio de Janeiro aos 26 anos, em 1977. Três anos depois, tornou-se professor da Escola de Artes Visuais do Parque Lage e um dos participantes da chamada Geração 80. Há 39 anos no Brasil, John já participou de mais de 50 exposições, em locais como MAM-RJ, MAM-SP, Paço Imperial, Museu Nacional de Belas Artes, Museu da República, Centro Cultural Cândido Mendes, entre outros.



Cena de Final de Outono em Sevilha_aquarela sobre tela_2015_ 38x28 cm.


Em Sevilha_aquarela sobre papel_2015_ 25x38 cm.


Looking Down Onto the Entry to a Parque in Stockholm_2015_óleo sobre tela_141x105 cm.




Serviço
Título da mostra: Cores da Europa
Abertura: dia 6 de setembro, às 19h.
Local: Galeria Patricia Costa – Av. Atlântica, 4240, loja 226, Shopping Cassino Atlântico, Copacabana. Tel: 2227-6929.
Visitação: De segunda a sexta-feira, das 11h às 19h. Sábados, das 12h às 18h.
Período da mostra: 07 de setembro a 22 de setembro de 2016.
Entrada franca.

Pontotransição Artes Visuais



Conversa com Janaina Mello Landini e Marta Ramos-Yzquierdo




Art Weekend São Paulo na Zipper Galeria
Conversa com Janaina Mello Landini e Marta Ramos-Yzquierdo
Como parte da programação do Art Weekend São Paulo, evento que acontece este fim de semana em 36 galerias na cidade, a artista Janaina Mello Landini e a curadora Marta Ramos-Yzquierdo participam de uma conversa neste sábado (02), a partir das 16h, sobre a mostra "Labirinto Sintrópico".

Concebida como uma grande instalação feita com pregos, fios e telas de cetim, a segunda individual de Janaina na Zipper Galeria dá continuidade a uma investigação da artista sobre arquiteturas labirínticas. No encontro aberto ao público, ela fala sobre a concepção deste trabalho, que envolve uma combinação de estudos arquitetônicos, fórmulas matemáticas e das relações entre tempo e memória.

Em sua primeira edição, o Art Weekend São Paulo acontece na semana anterior à abertura da 32ª Bienal de São Paulo. O evento propõe um roteiro de arte pela cidade: de hora em hora, um serviço de transporte gratuito fará um tour entre as galerias, divididas por bairros. O roteiro pela região dos Jardins vai sair da Zipper.

Estaremos abertos em horário estendido, de sexta a domingo. Esperamos vocês.

Serviço: Art Weekend São Paulo na Zipper Galeria

#02/09 - sex. - 17h às 22h
#03/09 - sáb. - 12h às 20h > com circulação de vans + conversa com Janaina Mello Landini e Marta Ramos-Ysquierdo, às 16h
#04/09 - dom. - 12h às 20h > com circulação de vans

Zipper Galeria
Rua Estados Unidos, 1.494 – Jardim América – São Paulo
Tel. (11) 4306-4306
Entrada livre e gratuita 

Conversa Paulo Sergio Duarte e Analu Nabuco



Anri Sala: O Momento Presente no I. Moreira Sales-RJ




IMS-RJ
Rua Marquês de São Vicente, 476 – Gávea
Rio de Janeiro|RJ
Tel.: 21 3284-7400/ 3206-2500

IMS-SP
Rua Piauí, 844 , 1º andar – Higienópolis
São Paulo|SP
Tel.: 11 3825-2560

IMS-Poços de Caldas
Rua Teresópolis, 90 – Jardim dos Estados
Poços de Caldas|MG
Tel.: 35 3722-2776
ims.com.br
blogdoims.com.br
revistazum.com.br
correioims.com.br
brasilianafotografia.bn.br
radiobatuta.com.br
revistaserrote.com.br

lojadoims.com.br

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Cecily Brown


Cecily Brown (1969-) Nasceu em Londres. Graduou-se em Fine Arts Slade School of Art. Estudou na Drawing and Printmaker Class Marley College e B-TEC Diploma in Art and Design, Epson School of Art, Surrey, England. Participou da Whitney  Biennial, Nova York. Vive e trabalha em Nova York. Suas pinturas falam sobre sexualidade com figuras abstratas ou abstratas expressionidas de representações de fotos retiradas de revistas pornográficas. Influenciada por De Kooning, Philip Guston, Joan Mitchel e Oskar Kokosha. Suas obras estão em importantes museus americanos e europeus.  É representada pela Gagosian Gallery.



The Girl Who Had Everything 1998.



Night Passage, 1999. Saatchi Gallery, Londres.



The Skin Game, 1999. Gagosian Gallery.


Summer Love, 2000. Coleção  particular


Teenage Wild Life, 2003. Gagosian Gallery, Londres.



Dodgy, 2004.



1000 Thread Count, 2004.



Thanks, Roody Hooster, 2004.


Justify my Love, 2010.



Sem título, 2012. Two Palms, Gallery.



Sem título Blood Thicker than Mud, 2012. Gagosian Gallery.


The Beautiful and the Damned, 2013.


Combing the Hait Côte d'Azur, 2013.


Sem título, 2013. Two Palms Gallery.







segunda-feira, 29 de agosto de 2016

A Arte XXX Galeria e Rogério Carvalho apresentam três pintores: Alice Lara,; Henrique Detomi,e Pedro Gandra

+
A Arte XXX Galeria e Rogério Carvalho apresentam a mostra coletiva que une três pintores: Alice Lara, em Fi|nes|tra; Henrique Detomi, em Sem título; e Pedro Gandra, em Sono sem sonhos. São artistas que exploram a diversidade da pintura contemporânea e que, embora se voltem aos meios convencionais como tinta e tela refletem, em suas pesquisas, reflexões da atualidade.

Alice Lara continua sua pesquisa sobre animais com foco nas frestas reais e conceituais, pelas quais a humanidade se relaciona com eles.

Henrique Detomi sugere estruturas que nos lembram playgrounds, que em seu vazio se tornam fantasmáticos, em uma execução extremamente empastada.

Pedro Gandra explora interesses recorrentes em seu trabalho, tais como a palavra como elemento gráfico, e a cor como um campo de sensação, aludindo a ambientações sem identificações precisas.



Abertura: 10 de setembro de 2016
Em cartaz até 9 de outubro de 2016
Local: Arte XXX Galeria
Rua Sucupira, casa 23 - Condomínio Verde - Jardim Botânico – Brasília – DF
Após a abertura, visitas por agendamento.
Telefone: (61) 99230.6980

Obra da Obra - André Bauduin Curadoria: Renan Cepeda. Galeria Paçoca.


Coletiva "Sem Título" | Curadoria Gabriela Davies | 31 Ago > 17 Set Mercedes Viegas Arte Contemporânea


MAC USP Ibirapuera recebe individual de Gustavo von Ha. Curadoria: Ana Avelar



domingo, 28 de agosto de 2016

Imagem Semanal: Escadas

Edward Pearce (1630-1695) Staircase from Cassiobury Park, Herfordshire, 1677-1680. Metropolitan Museum of Art, Nova York.


Marieschi Michele Giovanni (1696-1743) Courtyard with a Staircase, 1730. Hermitage Museum, São Petersburgo.

Hubert Robert () Staircase in the Palace of Caprarola, 1764. Museu do Louvre, Paris.



Karl Blechen (1798-1840) Staicase at the Villa Farnese on the Palatine Hill, Rome.

Pierre-Auguste Renoir. Woman on a Staircase1876. The Hermitage, St. Petersburg, .



Claude Monet (1840-1926) L'Escalier, 1878. Coleção particular.

James Abbott McNeil Whistler (1834-1903) Staircase in Rose,s.d . Freer Gallery of Art, Washington.

Heinrich Speerlin () Bernard and Poodle on Staircase Welcoming Dachshund, Pug Greyhoun and King Charles Spaniel, 1911.


Marcel Duchamp (1887-1956) Nude Descending a Staircase, 1912. Philadelphia Museum of Art.

Lewis Hine (1874-1940) Newsboy Asleep on Stairs with Papers, Jersey City, New Jersey, 2012. Metropolitan Museum of Art, Nova York.


Fernand Léger (1881-1955) The Stair Case (Second State ), 1914. Museo Thyssen-Boornemisza, Madrid.


Maurice Utrillo (1883-1955) The Stairs of Montmartre, 1914
Tina Modotti (1896-1942) Stairs, Mexico City, 1924-1926. Gelatin silver print. Metropolitan Museum of Art, Nova York.


M. C. Escher () House of Staircase, 1951.




Salvador Dali () Nude Ascending a Stair Case Trubute to Marcel Duchamp, 1973. Clot Collection.





Yoko Ono (1933-) Ceiling Painting, 1966



Mel Ramos (1935-) Nude Descending a Staircase, 1989.


Gerhard Richter (1932-) Ema (Nude Descending a Staircase), 1992. Coleção particular.

Rachel Whiteread (1963-) Stairs, 2001. Tate Gallery, Londres.


sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Philippe Pasqua



Philippe Pasqua (1965-) Nasceu em Grasse, França. Pintor, desenhista e escultor. Artista autodidata. Começou a pintar aos 18 anos influenciado por Lucien Freud e Francis Bacon. Sua primeira exposição foi em Paris no ano de 1985. Seus assuntos prediletos são portadores da Síndrome de Down, prostitutas, travestis, cegos e moradores de rua. Vive e trabalha em Paris. O artista é um sucesso comercial tendo seus trabalhos comercializados em galerias de diferentes países. Realizou individual no Museu de Arte Contemporâneo de Moscou.


Isabelle et Simon, 2003.

Lucille, 2003.



Caphi, 2004.


Anne, 2005.





Sem título.


Philippine.




Philippine


Sem título.



Canine Portrait.

Nude, 2010


Lila, 2010.



Crane, 2013. Bronze.


Crane, 2013.


Crane, 2013.


T Rex, 2013. Rio Sena, Paris. Foto: Anthony Gelot.


Ferrari.

Ateliê


Ateliê


Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now