quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Lucian Freud







Lucien Michael Freud (1922-2011) Nasceu em Berlin e morreu em Londres, onde vivia e trabalhava. Filho de pai judeu austríaco e mãe alemã. Era neto de Sigmund Freud. Em 1933, a família fugiu do nazismo para Londres. Estudou na Central School of Art, East Anglicand School of Painting and Drawing e no Goldsmith College. Em 1939, recebeu a cidadania britânica. De início ligou-se ao Surrealismo. Ligou-se a um grupo de artistas britânicos denominados Escola de Londres do qual faziam parte Francia Bacon, Frank Auerbach, Michael Andrews, Robert Frey entre outros. A partir de 1950, Freud dedicou-se a produção de retratos, em geral nus. Usava para cada pincelada uma grossa camada de tinta e depois lavava o pincel. Os seus modelos eram parentes, namoradas, amantes, amigos, colegas ou figuras conhecidas, tornando sua obra autobiográfica. Diz-se que o artista teria tido cerca de 40 filhos com diferentes mulheres, parece ser exagero, mas ele deixou uma numerosa prole. Freud foi o artista mais caro quando vivo.




Welsh Mandscap,1939-1940. Royal Collection.




Man With a Thistle. Sel Portrait, 1946. Tate Gallery, Londres.

 Portrait of Francis Bacon O retrato incompleto de seu amigo Francis Bacon foi vendido por US$ 11,1 milhões. Outro retrato do amigo foi roubado e nunca mais achado.   

Boy Smoking, 1950-1951. Tate Gallery, Londres.                                       
.
Reflection with Two Children,1965. As duas crianças são seus fihos Rose e Aly Boit Barnemissa Collection Museo Thyssen, Madrid.






Large  Interior, 1973. Coleção particular.

Gui and Speck, 1981. Coleção particular.


Portrait of Baron H. H. Thyssen-Bornemisza, 1981-1982. Museo Thyssen-Bornemisza, Madrid.

Large Interior W 11(after Wateau), 1983. Coleção particular.



Blond Girl, Night Portrait, 1980-85.


Self-Portrait, 1985. 
.       
Nake Man, Back View,1991-1992. Metropolitan Museum of Art, Nova York.


Evening in the Studio, 1993. Metropolitan Museum of Art, Nova York.



Queen Elizabeth II, 2001. Royal Collection, Londres.


Kate Moss, 2002. Coleção particular.


Portrait of David  Hocney.


Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now