sábado, 31 de dezembro de 2016

Imagem Semanal: Romã



"A importância da romã é milenar, aparece nos textos bíblicos, está associada às paixões e à fecundidade. Os gregos a consideravam como símbolo do amor e da fecundidade. A árvore da romã foi consagrada à deusa Afrodite, pois se acreditava em seus poderes afrodisíacos. Para os judeus, a romã é um símbolo religioso com profundo significado no ritual do ano novo quando sempre acreditam que o ano que chega sempre será melhor do que aquele que vai embora.
Segundo a Bíblia, quando os judeus chegaram à terra prometida, após abandonarem o Egito, os 12 espias que foram enviados para aquele lugar voltaram carregando romãs e outros frutos como amostras da fertilidade da terra que Jeová (Deus) prometera. Ela estaria presente nos jardins do Rei Salomão. Foi cultivada na antiguidade pelos fenícios, gregos e egípcios. Em Roma, a romã era considerada nas cerimônias e nos cultos como símbolo de ordem, riqueza e fecundidade.
Os semitas a chamavam de rimmon; entre os árabes, era conhecida como rumman; mais tarde, os portugueses a chamaram de romã ou "roman". Na Idade Média, a romã era, frequentemente, considerada como um fruto cortês e sanguíneo, aparecendo também nos contos e fábulas de muitos países. Os povos árabes salientavam os poderes medicinais dos seus frutos e como alimento. Tanto a planta como o fruto têm sido utilizados em residências ou em banquetes pelo efeito decorativo das suas flores e dos seus frutos, além do seu uso como cerca viva e planta ornamental" Fonte: Wikipédia.
No Brasil, ao romã é creditado o poder de trazer sorte e dinheiro. Muitos compram a fruta e guardam nas carteiras,sementes secas na esperança da realização da lenda no Ano Novo. 


Woman Holding a Ponegranete, 450. Etrusco. Arthur M. Sackler Museum, Havard University.

Autor desconhecido () Pomegranate, 1200-1340. Song Dynasty. Los Angeles County Museum of Art.



Jacopo dela Quercia (1371-1438) Madona of the Promegate, 1408. Museo Della Cathedrale. 



Fra Angelico 1390-1455) The Virgin and Child with Two Angels or The Virgin with Pomegranate, 1426. Museu do Prado, Madrid.



Lorenzo di Credi (1475-1536) Madonna and Child with Pomegranate, 1475-1480. National Gallery, Washington.

Fillipino Lippi (1457-1504) Virgin and Child, 1483-1484. Metropolitan Museum of Art, Nova York.


Sandro Boticcelli (1445-1510) Madonna of Pomegranate. Madonna della Melegrana, 1487. Uffizi Gallery, Florença.


Francesco di Gentile da Fabiano (1460-1500) Virgin and Child with a Pomegate, 1497. Philadelphia Museum of Art.


Autor desconhecido The Christ Child Holding a Pomegranate, 1510. Cleveland Museum.




Albrecht Dürer (1451-1528) The Portrait of Emperor Maximilian I holding a Pomegranate, 1519.



Niccolò dell'Abbate (1510-1571) Portrait of a Young Man with Parrot and Pomegranate, 1540. Kunstshitoiches Museum, Viena.


Michelangelo Cerquozzi (1602-1660) A Boy Picking Pomegranates, 1640-1645. Museu do Prado, Madrid.



Abrahan Brueghel (1631-1697) Pomegranates and Other Fruit in a Landscape, s.d. Metropolitan Museum of Art, Nova York.



Lorenzo Lippi (1606-1669) Allégorie de la Simulation,  1640, Musée des Beaux-Arts d'Angers.


Rachel Ruysch (1664 -,1750)  Poirot and Pomegranate, s.d.



Dante Gabriel Rossetti (1828-1982) Proserpine, 1874. Tate Gallery, Londres.



Willian-Adolpho Bourguerau (1825-1905) Girl with Pomegranate. 1875. Coleção particular. 


Gustav Courbet (1817-1889) Pomegranates, 1881. Coleção particular.



Eugene De Blaas (1843-1931) Jeune fille aux grenades, s.d.




John Singer Sargent (1856-1925). Pomegranates, 1908. Brooklin Museum



Vicente Castell (1871-1934) Bodegón de Granadas, 1916. Coleção particular. 



 John Neil Rodger (1941-) Nude with Pomegranate, 1941.



Salvador Dali (1904-1989) Dream Caused by the Fight Around a Pomegranate a Seconde Before Awakening, 1944.


Tal Shochat (1974-) Pomegranate, 2010. Victoria and Albert Museum, Londres

Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now