sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Antoni Tàpies



Antoni Tàpies (1923-2006) Nasceu em Barcelona. Iniciou seus estudos durante internação hospitalar para tratamento de tuberculose pulmonar. Foi estudante de Direito até abandonar o curso para dedicar-se à arte. No início, foi influenciado por Max Ernest, Paul Klee e MiróLigou-se ao Surrealismo e depois ao Informalismo europeu. Nos últimos anos, suas obras são uma reflexão sobre dor física e espiritual entendidos como parte da vida. Intelectual e profundo conhecedor do Budismo, que permeia sua obra. Homem de grande cultura escreveu e ilustrou livros de Brossa, Paz, Saramago e Bouchet. Foi influenciado por Jean-Paul Sarte e Martin Heidegger. Participou por três vezes da Bienal de Veneza, onde ganhou o grande prêmio e da Documenta de Kassel. Em 2010, recebeu o título de marquês. Foi criada a Fundação Tàpies em Barcelona na preservar sua obra e divulgar as artes plásticas. 

Personaje, 1950. Museo Reina Sofia, Madrid.


Gran pintura gris, 1955. 



Gran Óvalo 1955. Museo del Bilbao.


Azul Número LXIX 1957.


Grey Ochre, 1958. Tate Gallery, Londres.


Great Painting, 1958. Guggenheim Museum, Nova York.



Extension, 1958. Coleção particular.


Gray Relief on Black, 1959. MoMA, Nova York.



I, 1961. MoMA, Nova York.


Blanco con signo rojizo 1963



Azul con Cuatro Barras Rojas, 1966. Museo Reina Sofia, Madrid.


Tela Plegada, 1968. Coleção particular.


Palla i Fusta, 1969.



Mocador Illigat, 1972.

.
Rag and String, 1977. Guggenheim Museum, Nova York.



Pasted Cloth, 1978. Tate Gallery, Londres.



Ochre and Black with Pasted on Cloth, 1972. Musée D'Art Modern of Ceret, França.


Foll. Galfetti 377, 1973. Gravura. Coleção particular.



Cartography, 1976. Tate Gallery, Londres.

Terrós 1985.


Grattage rojo 2008


Banera 1, 1988. Guggenheim Museum, Nova York.




Ambrosia, 1989. Guggenheim Museum, Nova York.



Small Bell, 1993.


Espai-Visio, 1996. Fundação Tàpies, Barceloma.


Lectura, 1998.



Rinzen 1998.


Mirada Má, 2003.

Mur, 2006.


XIII, 2005. Coleção particular.










Fundação Antoni Tàpies

Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now