sábado, 12 de novembro de 2016

Wilfredo Lam





Wilfredo Lam (1902-1982) Nasceu em Sagua la Grande, Cuba. Filho de pai chinês e mãe descendente de espanhóis e africanos. Em 1916, mudou-se para Havana e começou a estudar Direito e mais tarde Arte, na Havana School of Fine Arts. Pelo talento revelado, recebeu bolsa de estudos para a Academy of Fine Arts of San Fernando, Madrid. Foi orientado pelo retratista Álvares de  Sotomayor. Frequentou com frequência o Museu do Prado mostrando maior interesse por Velásquez, Bosch e Goya, inspirado por esse em seus estudos sobre a corrupção política, Lam utilizou sua própria obra para registrar e condenar os horrores da guerra. Casou-se em 1929, teve um filho ambos, mulher e filho faleceram em 1931 de tuberculose pulmonar. 
Em 1936, lutou ao lado dos republicanos na Guerra Civil Espanhola. A experiência tornou-se tema frequente de sua obra. Em 1938, mudou-se para Paris tornando-se amigo de Picasso e convivendo com Breton, Miró e Óscar Domingues. Passou a interessar-se pelo Cubismo e Surrealismo.
Em 1941, fugindo da invasão nazista, retornou a Cuba e passou a retrata suas paisagens e sua cultura e identidade. Nesse período, interessou-se pela representação de temas católico e do vodu. Recebeu o Guggenheim International Award. Participou das Bienais de Havana, São Paulo, MercoSul e Veneza.
No Brasil, retrospectiva: Wilfrido Lam: O Espírito da Criação no Museum Oscar Niemeyer, Curitiba. Em exibição a retrospectiva na Tate Gallery, Londres. The Ey Exhibition: Wilfeido Lam. Fundado em 1983, O Wilfredo Lam Center of Contemporary Art é instituição cultural dedicada ao estudo, pesquisa e promoção da arte visual contemporânea para África, América Latina, Ásia e Caribe. Plaza de la Catedral, Havana.


Self-Portrait, 1926. Coleção particular.



Hanging Houses III, 1927. The Rudman Trust.


Campesina Castellana, 1927. Coleção paticular.



Sem título, 1933.


Light Green Background, 1938. Coleção particular.


Self-Portrait, 1938. The Rudman Trust.


Sem título, 1939. Coleção particular. 



Satan, 1942.


The Jungle, 1943. MoMA, Nova York.

The Eternal Present. An Homage to Alexandro Garcia Caturco, 1944. Museum of Art, Rhode Island School of Design.

The Brides, 1949. Coleção particular.



From the Same Root, 1945.


Bélial, Emperor of the Fikes, 1948. Coleção particular.


La Fiancée de Kiriwina, 1949.


Rumbling of the Earth, 1950. Guggenheim Museum, Nova York.


Horse-Headed Woman, 1950. Foto: Joaquin Cortés e Joaquin Lopes.



Lisa Mona, 1950.


Zambezia, Zambezia, 1950. Guggenheim Museum, Nova York.


Sem título, 1958. Coleção particular.


Sem título, 1960.


Adam and Eve, 1969.


Composition, 1976.





Fonte: Tate Gallery. Londres

Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now