segunda-feira, 24 de outubro de 2016

A Desordem dos Fatores: Prosa precária e falsos poemas de Joel Pink Autor: Aron Kremer Onitorrinco Editora

A Desordem dos Fatores: Prosa precária e falsos poemas de Joel Pink, o primeiro romance de Aron Kremer, apresenta a pulsão e a paixão como elementos centrais do livro. Lançado pela Ornitorrinco Editora, a singular narrativa não linear do autor contém capítulos intercalados por poemas metafóricos aliados a uma prosa ágil.
Em sua narrativa, Kremer encontrou um paralelo para os desafios com os quais nos defrontamos no dia a dia. Seu texto rememora a saga de Abraão que, ao chamado do seu Deus, sai de Ur, na Mesopotâmia, à procura da Terra Prometida, acossado pelo conflito entre suas duas paixões que condicionam seu comportamento errático na tentativa desesperadora de manter ambas, a mulher e a amante. O conflito acaba se tornando uma âncora no mar revolto que o cerca nas circunstâncias ardilosas da vida.
 “Sempre me perguntei o que determina as decisões espontâneas das pessoas quando optam por atitudes que de momento lhes parecem triviais ou importantes e como saber as consequências futuras das mesmas”, explica o autor e continua, “às vezes percebo que minhas certezas são um ledo engano e que nas incertezas está a verdade assim, com o passar dos anos aprendi desconfiar das certezas e respeitar as incertezas”.
Aquilo que no Velho Testamento aparece como um Chamado Divino, reflete a pulsão. A pulsão do inconsciente, a paixão tem um objeto. SegundoKremer, as pulsões tanto, quanto as circunstâncias, conduzem nossa existência. Na trajetória de Abraão, as pulsões e paixões se misturam e determinam seu destino. Na história do personagem de A Desordem dos Fatores, também. “O homem moderno, como consequência da globalização, à procura de sustento e carreira, das convenções sociais, religiosas e étnicas, é muitas vezes nômade e, quando os membros se tornam adultos, a família se atomiza”, diz o autor.
A Desordem dos Fatores reflete as perguntas que norteiam os escritos do autor: O homem está sempre dividido entre suas pulsões, paixões e o dever? O nomadismo errático milenar do povo judeu é uma fatalidade ou seu destino? Em que medida, no mundo globalizado, o homem moderno repete a mesma trajetória?
“De certa forma escrevi este livro para entender a minha trajetória. Saí do Brasil para viver em um kibutz em Israel. Muitas vezes pensei em fazer o caminho de Abraão e, quando voltei ao Brasil, cheguei a planejar com um amigo uma viagem ao Iraque e à Síria para tentar refazer a trajetória e escrever um diário sobre nossa aventura. Meu amigo teve uma morte precoce e os acontecimentos belicosos no Oriente Médio se sucederam e assim o projeto foi abortado. Foi então que comecei a pensar qual seria a saga de um Abraão em nossos dias e desta forma nasceu o livro”, comentaAron Kremer.

Negava-se a procurar no amor a razão de existir. Nem mesmo para esmorecer a angústia da vida rotineira. Pensava: Eu preciso realizar algo inaudito na vida, que preencha meu dia de júbilo ou de pavor. Que dê algum significado, ainda ininteligível, à porra do que resta dessa vida..., diz um dos trechos do livro.

SERVIÇO

Livro: A Desordem dos Fatores: Prosa precária e falsos poemas de Joel Pink
Autor: Aron Kremer
Lançamento: 26 de Outubro de 2016
Local: Livraria Cultura – Conjunto Nacional
Endereço: Av. Paulista, 2.073
Tel.: (11) 3170-4033
Horário: Das 19h às 22h

FICHA TÉCNICA

Título: A Desordem dos Fatores: Prosa precária e falsos poemas de Joel Pink
Autor: Aron Kremer
ISBN: 978-85-5649-003-2
Editora: Ornitorrinco
Número de páginas: 192
Dimensões: 14 x 21 cm
Preço: R$ 39,90

Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now