quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Carmen Herrera


Carmen Herrera (1915-) Nasceu em Havana, Cuba. Aos 15 anos, começou seus estudos de pintura em casa com J F Edelman. Aperfeiçoou-se em Paris no Mary Mount College, onde teve contato com a arte Avant-Garde e com o Concretismo. Voltou para Havana e estudou na Escola de Arquitetura. Em 1939, após casar-se com Jesse Loventhal  mudaram-se para Nova York, onde cursou a Art Student League. Entre 1951 e 1954 morou em Paris, onde participou de um salão para artistas jovens. Em 1954, voltou definitivamente a Nova York, onde vive e trabalha. Até 2004 nunca havia comercializado qualquer obra. Aos 89 anos, entrou no mercado e foi recebida com aclamação. Sua obra está relacionada com o Expressionismo Abstrato. Seu trabalho constituído de cores planas vivas em composições geométricas foi reconhecido e ela teve obras adquiridas pelo MoMa, The Hirishorn Museum e Tate Gallery. Recentemente, passou a ser representada pela Lisson Gallery e suas pinturas atingem altos preços nos leilões de arte. Para explicar porque manteve escondida durante 60 anos suas obras ela disse: "I do it because I have to do it; it's a compulsion that also give me pleasure. I never in my life had any idea of money and I thought fame was a very vulgar thing. So I just worked and waited, and at the end of my life, I'm getting a lot of recognition to my amazement and my pleasure, actually". Um documentário para comemorar os 100 anos da artista está em andamento. Dia 16/9 inaugura retrospectiva Carmen Herrera: Lines of Sight no Whitney Museum of American Art, Nova York. 




Sem título, 1952. MoMA, Nova York.




Sem título, 1952.



Links in a Chain, 1953.





Tondo 3 Color, 1958.



 Blanco y Verde, 1959.


.
Red with White Triangle, 1961.



Blanco y Verde, 1962.


Rondo, 1965.



Blue and some Orange, 1986.



Origami, 1987.




Red and Blue, 1993.


Verde y Negro, 1995.



Noche de Salamanca, 2009.


Black and Yellow, 2009.



Patida, 2011.



Sem título, 2012. Lápis e acrílica sobre papel. Lisson Gallery.


Sem título, 2013.



Sem título, 2015.





Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now