sexta-feira, 8 de julho de 2016

Chris Burden


Chris Burden (1946-2015) Nasceu em Boston, Massachusetts. Graduou-se na Pomona College in Claremont, California. Cursou o Mestrado na University of California,  Irvine. É considerado o precurssor das peformances, nas quais colocava sua própria vida em risco. Mais adiante, construiu enormes instalações. Individuais:  South London Gallery, Londres; Baltic Center of Contemporary Art; Museum Moderner Kunst Stiftung Ludswig , Viena; Tate Gallery, Londres; Orange County Museum of Art, Newport Beach Instalação permanente, Los Angeles County Museum of Art (LACMA). Obras em diferentes museus:  LACMA and the Museum of Contemporary Art, Los Angeles; the Whitney Museum of Modern Art and the Museum of Modern Art, New York;Tate Gallery, London; Middelheim Museum, Antwerp, Belgium;  Inhotim Centro de Arte Contemporanea, Brazil; 21st Century Museum of Contemporary Art, Kanazawa, Japan; the Museum of Contemporary Art, Chicago. Foi professor da Universidade da Califórnia entre 1978 e 2005, quando se demitiu. Foi casado com a artista Nancy Rubins. Participou das Bienais do Whitney e de Veneza. Retrospectiva no New Museum, Nova York.Vive e trabalha em Topanga, California. É representado pela Gagosian Gallery. Nos anos 90, o artista revelou preferência pela realização de instalações, Permitindo introduzir em seu trabalho, temáticas ligadas à questões políticas e sociais como, por exemplo, a Guerra Fria e a ecologia. artista revelou Foto: Josh White. Morreu em 2015 de melanoma.

Prelude to 220 or 110, 1971. Preso por argolas de cobre e ligado a uma fonte elétrica, ele correria risco de vida em caso de algum visitante da galeria jogasse água no chão.


Shoot, 1971.  Seu assistente atira com um rifle a 5 metros de distância,  acertando em seu braço. Era um libelo contra a Guerra do Vietnã e a industria de armas.


Through the Night Softly, 1973. Performance rolando sobre vidro.


Trans Fixed, 1974. Deitou-se sobre um fusca e martelou pregos em ambas as mãos, como se ele estivesse sendo crucificado no carro, que foi empurrado para fora da garagem, ligado e colocado de volta.


The Big Wheel, 1979.


Fist of Light, 1996. Biennial, Whitney Museum of American Art, Nova York. Caixa de metal com inúmeras lâmpadas acesas por dentro, criando uma fonte de calor.


Bateau de Guerre, 2001. Foto:Douglas M. Parker Studio.


Urban Light, 2008  Durante sete anos, 202 postes da antiga rede de iluminação da cidade de Los Angeles, foram adquiridos pelo artista e restaurados. Eles foram utilizados para instalação permanente no  LACMA, o Los Angeles Country Museum.


Beam Drop, 2008. Inhotim.



Dreamer's Folly, 2010.

Lotus, 2010. Gagosian Galley. Foto:Douglas M. Parker Studio.


Holmby Hills Light Folly, 2012.


Porsche with Meteorite, 2013. Topanga, Califórnia.



Instalação, 2013. New Museum, Nova York.


Three Arch Dry Stack Bridge, 2013. Foto Thomas Lannes.

Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now