domingo, 27 de março de 2016

Max Ernest


Max Ernest (1891-1976) Nasceu em Brühl, Alemanha. Escultor, pintor e artista gráfico. Em 1909, matriculou-se na Universidade de Bonn, onde estudou filosofia, história da arte e literatura. Ligou-se ao Expressionismo e depois ao Cubismo. Convocado para servir na 1a Guerra Mundial, interrompeu seus estudos. Em 1918, após a baixa, mudou-se para Colônia e casou-se com Luise Straus. Em Munique, no ano seguinte  estudou com de Chirico. Em 1919, fundou o grupo Dada em Colônia. Em 1922, emigrou para Paris e sob a influência de André Breton ligou-se ao Surrealismo. Durante a 2a Guerra sua obra foi considerada arte degenerada. Sob a proteção de Peggy Guggenheim, com quem se casou, emigrou para os Estados Unidos, tornando-se cidadão americano. Após seu divórcio, casou-se com Dorothea Tanning. E1958, retornou a Paris tomando a cidadania francesa. Lá, permaneceu até sua morte. Recebeu o Grande Prêmio da Bienal de Veneza. Retrospectivas no Guggenheim Museum, Nova York e no Metropolitan Museum of Art, Nova York.  Foi poeta e atuou no filme L'Age D'Or de Liuz Buñuel.




Crucifix, 1914. Museu do Vaticano.


Fruit of a Long Experience, 1919. Coleção particular.


Sem título, 1919-1920. Coleção particular.




The Little Tear Gland That Says Tic Tac, 1920. MoMA, Nova York.


Celebes, 1920. Tate Gallery, Londres.




Oedipus Rex, 1922. Coleção particular.


Oedipus Rex, 1922. Metropolitan Museum of Art, Nova York


Sem título, 1922-1923 Thyssen-Bornemisza Museum, Madrid.



Ubu Imperator, 1923. Georges Pompidou Center, Paris. 

Pieta ou Revolution by Night, 1923. Tate Gallery, Londres.



Two Children Are Threatened by a Nightingale, 1924. MoMA, Nova York.


L'Ange du Foyer ou Le Trionfe de Surrealism, 1937. Coleção particular.


The Clothing of rhe Bridge, 1940. Peggy Guggenheim Collection, Veneza.


The Stolen Mirror, 1941.


The Temptation of St Anthony, 1945. Wihelm-Lehmbruck-Museum, Duisburg.


Planets Artis, 1955. Tel Aviv Museum of Art.


 Feast of the Gods, 1948. Museum des 20.Jahrhunderts, Viena.




 The Garden of France, 1962 Center Georges Pompidou, Paris.


Moonmad, 1943-1974. MoMA, Nova York.


The Fall of an Angel. Colagem Coleção particular.

Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now