terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Corpus Aeternum Non Est no C. C.Justiça Federal Curadoria Eliane Santos





A exposição CORPUS AETERNUM NON EST apresenta uma série de fotografias em preto e branco realizadas por João Araujo ao longo dos últimos doze anos. Nelas o artista expõe seu corpo em movimento no espaço e no tempo. “O corpo não é eterno”, diz ele, e com suas fotos busca capturar instantes fugidios, momentos que não mais voltarão no fluxo contínuo do tempo. Assim, em seus autorretratos preserva as imagens de um corpo do passado, mesmo que esse passado tenha ocorrido há apenas um segundo, celebrando cada instante que foi único. Forte, e ao mesmo tempo frágil e efêmero, João expõe fotografias. Ou são as fotos que expõem João? Sim, o tempo já se foi, mas nas fotos ficou o pensamento do artista transformado em imagens. A exposição, com curadoria de Eliane Santos, terá abertura no dia 16 de dezembro de 2015, às 19:00 h e permanecerá até o dia 28 de fevereiro de 2016 no Centro Cultural da Justiça Federal, podendo ser visitada de terça a domingo, das 12:00 às 19:00 h.

Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now