quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Fábio Carvalho retorna a Lisboa, Portugal, para a segunda fase da intervenção urbana APOSTO





Fábio Carvalho retorna a Lisboa, Portugal, para a segunda fase da intervenção urbana APOSTO

Depois de passar 30 dias na Residência Artística HS13rc entre fevereiro e março deste ano, o artista retorna a Lisboa este mês para realizar a segunda fase do projeto de intervenção urbana APOSTO. Na primeira fase do projeto, o artista criou dois novos padrões de azulejo, a partir de fotos de peças da série "Delicado Desejo". A série "Delicado Desejo" é composta por armas de fogo criadas a partir de um patchwork de diversas rendas. [ http://www.fabiocarvalho.art.br/delicadodesejo.htm ]

Os novos padrões de azulejo foram impressos em papel, e depois aplicados em fachadas de prédios lisboetas onde os azulejos originais já estavam em falta, por deterioração ou roubo. Nenhum azulejo real foi encoberto pelos azulejos de papel do artista.

[] 
APOSTO - fev/mar 2015Além dos dois novos padrões de azulejo criados, em um caso particular Fábio Carvalho criou um padrão específico, “sob medida”, visando um maior diálogo entre o padrão original na fachada e o criado pelo artista. É exatamente este aspecto que será ampliado nesta segunda fase da da intervenção urbana APOSTO, batizada como “APOSTO 2.0”. O artista irá criar uma grande variedade de novos padrões para seus azulejos de papel, cada qual destinado a apenas um único padrão português original. Desta forma, cada fachada será completada com um desenho de azulejo desenvolvido especialmente para aquele prédio.

[] 
APOSTO 2.0 (projeto)Na página hs13rclisboa.blogspot.com.br é possível conhecer a primeira fase da intervenção urbana, além de acompanhar a evolução da segunda fase “APOSTO 2.0”.

Além de “APOSTO 2.0”, o artista também trará a Lisboa a intervenção urbana “OCUPAÇÃO MONARCA”, iniciada em agosto deste ano no Rio de Janeiro. Em Lisboa, olambe lambe da OCUPAÇÃO MONARCA também assumirá a forma de azulejo de papel, para ser aplicado em portas e janelas lacradas com cimento em imóveis abandonados, e em alguns casos específicos, como complemento às faltas de azulejos em fachadas.

Nesta intervenção temos como base a icônica imagem de um soldado em uniforme camuflado e armado com um fuzil, com asas de borboleta saindo de suas costas, que pode ser encontrada em uma variedade de outros trabalhos do artista, acompanhada de novos desenhos, todos advindos do universo militar: tanques de guerra, granadas, bombas, pistolas, facões, entre outras, ornamentados por uma variedade de flores. Esta série foi criada como uma referência aos azulejos de figura avulsa portugueses.

[] 
OCUPAÇÃO MONARCA (projeto)veja a matéria completa aqui >> http://hs13rclisboa.blogspot.com.br/2015/10/fabio-carvalho-retorna-lisboa-portugal.html

Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now