segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Betye Saar








Betye Saar (1926-) Nasceu em Los Angeles California. Estudou no California State Long Beach, University of California. . Trabalha  com assemblage, colagens e instalações discutindo o racismo americano. A artista considera seus trabalhos com algo de espiritual, razão pela qual ela se recusa em participar de exposições exclusivamente para afro-descendentes ou mulheres. Utiliza-se de objetos encontrados. Participou da Bienal de São Paulo. É representada pela Michael Rosenfeld Gallery.


The Pheneloger's Window, 1966. Coleção particular.


Midinight Madonas. Coleção particular.


A Loss of Innocense.


Black Girls at Window, 1966. MoMA, Nova York.


Sambo's Banjo, 1971-1972 California African American Foundation. Foto: Darryl A. Smith.


Aunt Jamime, 1972.


I'Ve Got Rhythm, 1972. Whitney Museum of American Art, Nova York.



Riddle of Reality, 1975.


Record For Hattie, 1975.


Innovation Idea, 1976. MoMA, Nova York.



Equality, 1976. MoMA, Nova York.

Pompeei Band, 1977. Coleção particular.


Cocktails for Two, 1999.


House of Ancient Memory, 1989.


Mother and Children in Blue, 1998. Whitney Museum of American Art, Nova York.

Globe Trotter, 2007.


The Weight of Color, 2008.


Birds of a Feather, 2010. Michael Rosenfeld Gallery.


Sock it to Em, 2011.


Crimson Captive, 2011.


Red Time, 2011. Instalação em Roberts and Tilto.

Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now