domingo, 3 de maio de 2015

Imagem Semanal Maria Antonieta.





 Rainha da França de 1774 até 1789, ano  Maria Antonieta Josefa Joana Von Habsburgo-Lorena nasceu em Viena, no dia 2 de novembro de 1755. Ela era a caçula da Imperatriz Maria Teresa de Habsburgo e de Francisco Estêvão de Lorena, Imperador do Sacro Império Romano Germânico.
Maria Antonieta cresceu no luxuoso ambiente vienense. Ela foi criada em um contexto católico austero e seu matrimônio, em 1770, aos 14 anos, com o delfim francês Luís Augusto, detentor em 1774 do trono francês, com o título de Luís XVI, foi planejado por sua mãe, para unir a dinastia dos Habsburgos com a dos Bourbons. 
Ao chegar a Versalhes, enquanto delfina, Maria Antonieta substitui grande parte de suas damas de companhia por jovens. Ela se deslumbra com corridas de cavalo, festas, vai a óperas, teatros, integra os bailes da corte. Ela nutria profunda simpatia pela filosofia política, por história e literatura.
 Luís XVI, já no trono, tenta sanar a crise econômica que avassala o reino, através de mudanças fiscais e renovações na gestão da corte, atraindo para si a adversidade aristocrática. Em 1781, nasce Maria Teresa Carlota. Ela recebeu de seu marido, como presente, o famoso Petit Trianon, um pequeno palácio localizado na região de Versalhes, o qual se torna seu recanto preferido, pois é circundado por um ambiente rural.
O rei, incapaz de atingir as mudanças planejadas, reúne, em 1788, os Estados Gerais, composto pelo clero, pela nobreza e pelo Terceiro Estado, integrado pela emergente classe média, trabalhadores das cidades e do campo. Enquanto isso, Maria Antonieta assume hábitos mais modestos, o que reflete inclusive em seu figurino, e passa a frequentar assiduamente o Petit Trianon. É neste refúgio que ela recebe o amante, o conde Fersen.
 Tem início a decadência do reinado de Maria Antonieta e do Rei Luís XVI. Desencadeia-se uma campanha difamatória contra a Rainha, que se torna culpada por toda a situação financeira do reino. 
 Em 1789, eles são presos no Palácio de Versalhes e conduzidos pelos insurgentes para o Palácio das Tulherias. Sua família aí permanece detida até 1792, quando Maria Antonieta insiste em um plano de fuga, o qual se concretiza com a ajuda do conde Axel Fersen. Eles são, porém, interceptados e presos ao atravessarem Varennes. Levados de volta para Paris, eles são mortos na guilhotina – ele, em janeiro de 1793; ela, em 16 de outubro do mesmo ano, na cidade-luz. A monarquia francesa foi eliminada um ano antes, em 1792. Marie-Antoinette et ses enfants por Louise-Elizabeth Vigée-Lebrun. Palácio de Versailles.


Joseph Kreutzinger (1757-1829) Archduchess Maria Antonia of Austria the Later Queen Marie Antoinette of France,  at the Age of 16 Years, 1771. Schönbrunn Palace.


Louise Elisabeth Vigée le Brun (1775-1842) Marie Antonieta, 1778



Jean-Baptiste Gautier (1740-1786) Archduke Maximilian Francis of Austria Visited Marie Antoinette and her Husband on 7 February at the Château de la Muette, 1775.




Elisabeth Louise Vigée Le Brun (1755-1842) Portrait of Marie Antoinette with Rose, 1788. Versailles. 1788. New Orleans Museum of Art.

Joseph Carau (1821-1905) Maria Antonieta e Luis XVI nos Jardins das Tullerias com a Senhora Lambale, 


Adolph Ulrich Wertmüller (1751-1811) Queen Marie Antoinette and Two of her Children Wlak in the Park of Trianon, 1785. Nationalmuseum.


Jean-Baptiste Gauttier Dagoty (1740-1786) Marie Antoinette Playing the Harp,



Gyula Benczur (1844-1922) The Royal Family under Siege, Louis Xvi and Matie Antoinette with their Children at Versailles, 1789.


Alfred W. Elmore (1815-1881) Marie Antoinette with her Children and Madame Élisabeth, when the Mob Broke into the Tuileries Palace on 20 June 1792.



Marie Antoinette being led to Prision.



Pierre Bouillon (1776-1831) Marie Antoinette of Austria before the Revolutionary Tribunal Court.



William-Hamilton (1751-1841) Marie-Antoinette Conduite à son Exécution le 16 october 1793. Musée de Revolution Française, Vizille



Charles Louis Lucien Muller (1815-1892) Marie Antoinette in Conciergerie in Prayer,  1856-1857.



Edward Mathew Ward (1816-1879) Marie-Antoinette Listening to the Act of Acusation


Alcide Boichard (1817-?) Marie Antoinette at the Concierge, 1865.



Michel-Martin Drolling (1789-1851) La Reine Marie-Antoinette Communiant dans sa Prision, Expiatory Chapel for Marie-Antoinette at the Concierge, Paris.


Jacques-Louis David (1748-1825) Marie Antoinette on her Way to Guillotine, 1793. Museu do Louvre, Paris.       


Danish School (?) The Execution of Marie-Antoinette, 1793.


Edme Gaulle e Pierre Petiot Funerary Monument to King Louis XVI and Queen Marie Antoinette. 1830, Basilica of St Denis.

                 

Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now