quarta-feira, 25 de março de 2015

Doris Salcedo





Doris Salcedo (1958-) Nasceu em Bogotá, Colômbia. Graduou-se na Universidad Jorge Tadeu Martin. Mestre pela University of New York. Seu trabalho discute a violência em seu país e sua interferência na população. Utiliza-se de objetos e móveis comuns para construir sua magnífica obra. Participou das Bienais de Istambul, de São Paulo e da Documenta de Kassel. Exposições no MoMA, Nova York, centro Pompidou, Paris, The Art Institute, Chicago, Tate Modern, Londres e Museo Reina Sofia. Recebeu bolsa da Fundação Guggenheim e o prêmio Velásquez de 2010. É professora da Universidade Nacional da Colômbia. Viva e trabalha em Bogotá. É representada pela White Cube Gallery.






A Flor de Piel, 2010-2011.



Sem título, 2008. A idéia da artista nessa série é transformar o móvel em objeto disfuncional.



Piegaria Muda, 2008-2010




Shibboleth, 2007, Londres Tate Gallery. A rachadura criada no chão do museu fala sobre imigrantes, racismo e separação.



Shibboleth, 2007. Detalhe. Tate Gallery, Londres.



Sem título, 2007.




Atrabiliarios (Defian), 1992-2004. 



Instalação para Bienal de Istambul, 2003.


Neither , 2004.  Instalação em Inhotim. Realizada após uma visita a Auschwitz. Construído com paredes e grades cria o dilema estar dentro ou fora.


Sillas Vacias del Palacio de Justicia 6 y 7 Noviembre, 2002. Instalação-intervenção no Palácio de Justiça de Bogotá. Em 6 e 7 de novembro de 1985, o Supremo Tribunal da Colômbia foi invadido por guerrilheiros. 


Tenebrae Noviembre 7, 1985, 1999-2000.



Sem título, 1995. MoMA, Nova York.


La Casa Viuda IV, 1994.


Sem título, 1989. Museum Fine Arts, Boston.




Sem título, 1988.  Tate Gallery, Londres. Armário e cadeira e cimento.




Cantos Cuentos Colombianos - Rio de Janeiro: Cobogó Editora, 2013.


Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now