terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Lucio Fontana








Lucio Fontana (1898-1968)  Pintor, escultor e ceramista. Nasceu em Rosário, Argentina. Desenvolveu sua carreira na Itália. Além da pintura, realizou esculturas. Em 1947, lançou o Manifesto Blanco. Mudou-se para Milão, onde criou o o Movimento Espacialista. Estudou escultura na Brera Academia. A partir de 1960, suas obras foram monocromáticas, furadas ou cortadas denominadas de Conceito Espacial. Eram pinturas transformadas em trabalhos bidimensionais. Para Fontana havia a discussão do tempo, pois o espectador imaginaria o tempo levado pelo artista para alterar a superfície das telas. Fontana teve formação clássica, passou pelo Cubismo, Futurismo e Arte Povera, mas é difícil classificá-lo. Sua obra é representada pela Gagosian Gallery.




Crucifixion, 1948. Cerâmica. MoMA, Nova York.


Concepto Espaziale, 1949. Coleção particular.


Sem título1951 Tinta sobre papel. MoMA, Nova York.


Concetto Spaziale, 1951. Guggenheim Museum, Nova York.


Concetto Spaziale, 1955. Fundação Lucio Fontana.


Concetto Spaziale, 1959.


Concetto Spaziale, 1959 Guggenheim Museum, Nova York



Concetto Spaziale Waiting, 1960. Tate Gallery, Londres.


La Nature, 1960. Tate Gallery, Londres.


Conceto Spaziale Mezzagiornio a Plazza Des Marco, 1961. Peggy Guggenheim Colletion, Veneza.



Coceptto Spaziale , 1961. Coleção Farnusina.


Concetto Spaziale. El fin de Dios, 1963. Museo Reina Sofia, Madrid.



Concetto Spazziale, 1963. Gagosian Gallery.


Concetto Spazziale, 1964. Coleção particular.



Sem título, 1964. The Art Institue of Chicago.


Concetto Spaziale  . Attese, 1965. Guggenheim Museum, Nova York.


Concetto Spaziale, Attesa , 1965. Coleção particular.


Concetto Spaziale, 1965. Guggenheim Museum, Nova York.



Concetto Spaziale Rose,1965.


Concetto Spaziale, 1965 Aquarela. Coleção particular.


Concetto Spaziale, 1966. Livro de artista. MoMA, Nova York.


Concetto Spaziale, 1968.


Concetto Spaziale, 1968. MoMA, Nova York.


Concetto Spaziale, 1968. Cerâmica.

Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now