terça-feira, 4 de novembro de 2014

Conversando sobre Arte entrevistado o artista José Augusto Petrilho.



Quem é Petrillo?(José Augusto)
 Nasci em Valença/RJ, em 1975. Minha ligação com o universo das Artes deu-se já aos onze anos de idade, quando estudei desenho e pintura num ateliê livre em minha cidade natal. Foi um período de grande atividade e de produção artística, notadamente ligado à pintura na técnica óleo sobre tela, onde prevalecia a temática figurativa: paisagens, natureza morta e retratos. Aos quinze anos, realizei  a primeira exposição individual em Valença, possibilitando-me a divulgação do meu trabalho na região e em cidades vizinhas como: Barra Mansa e Volta Redonda. Nessa ocasião, passei a integrar o Grupo Prisma, núcleo dedicado ao estudo, pesquisa e divulgação de nosso trabalhos por meio de diversas exposições itinerantes.
Minha adolescência foi demarcada por essa intensa produção de trabalhos, culminando, aos dezessete anos, na obtenção da primeira premiação no XXIII Salão da Primavera do Museu de Arte Moderna de Resende, estado do Rio de Janeiro, em 1993.
Desde 1995, resido em Juiz de Fora, momento em que iniciei a minha graduação em Artes Plásticas na UFJF. Atualmente, trabalho como docente no Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora, ministrando as disciplinas Desenho e Croquis, Estudo da Forma e Técnicas de Expressão para os cursos de Arquitetura e Urbanismo e Design de Interior. Dirijo a Hiato Ambiente de Arte, ministrando cursos livres de desenho e pintura. Sou casado com estilista Marina Castro e pai de Iolanda, uma linda menina de dois anos.


Como a arte entrou em sua vida?
 Por meio do desenho e da pintura, iniciados aos 11 anos de idade com professores locais em minha cidade. Ao ingressar na graduação universitária, fui ampliando meus horizontes, participando, por diversas vezes, de oficinas nos festivais de arte de Ouro Preto e Nova Almeida. Essas experiências foram muito enriquecedoras, possibilitando-me novos fazeres artísticos, novas linguagens e a pesquisa de novos materiais e suportes.  


Qual foi sua formação artística?
 Além da graduação universitária, frequentei curso de aquarela contemporânea com Sérgio Nunes (UFMG); leitura de portfólio com Carlos Zílio (Festival de Verão UFES). Ao longo de dois anos, frequentei o ateliê de gravura em metal coordenado pela artista Adriana Pereira e, posteriormente, com Sérgio Sabo. No campo da cerâmica, estudei com Adriana Lopes e Heloisa Alvim, realizando trabalhos na técnica de Raku. No Parque Lage, fiz o curso "Processo Criativo", participando, ainda, do Dynamic Encounters - Bienal do Mercosul,  com Charles Watson.

Que artistas influenciam em sua obra?
 Muito artistas me influenciaram e, certamente, me influenciarão. No início, Castangneto, Georgina Albuquerque e Eliseu Visconti me chamavam muito a atenção pela fatura e cromatismo, num momento em que eu me dedicava à figuração. Mais tarde, me encantei com a visceralidade de Antoni Tàpies, assim como com a materialidade de Nuno Ramos, José Bechara e Carlos Vergara. A obra de Daniel Senise instiga-me pelo partido arquitetônico tão evidenciado em seus trabalhos. Atualmente, valorizando os aspectos gráficos, vejo interessantes aspectos na produção de Jesus Soto e Leon Ferrari. Isso evidencia o meu gosto eclético e em constante mutação.


Como você descreve seu trabalho?
 Meu trabalho discute a questão da espacialidade, materialidade e imaterialidade do espaço. Procuro, através das referências de levantamentos topográficos, investigar a territorialidade de lugares e espaços que não podem existir e, ao mesmo tempo, serem representados materialmente. Esse trabalho sofre a influência da arquitetura, seja pelo  possível contato exercido na docência desse curso, seja pela investigação em pinturas de grande formato cuja matriz visual são as paisagens. Outro aspecto que evidencio em meu trabalho é o ponto de vista eleito para abordar a paisagem. Isso se dá por meio da observação aérea, ora frontal, ora vista para o interior da paisagem. Em relação às técnicas, atualmente tenho me dedicado ao desenho sobre papel de grandes formatos e sobre tecidos; sobre impressões digitais. Faço, ainda, intervenções sobre a chapa de acrílico, onde a sobreponho criando novas imagens.


O material nacional para pintura já é de qualidade suficiente?
 Não. Ainda é necessário o aprimoramento dos materiais de fabricação nacional.


É possível viver de arte no Brasil?
 Sim. Mas vivi trabalhando em meu ateliê dando aula para complementação de minha renda, antes de ser professor universitário.

Você vive e trabalha em Juiz de Fora, como é o desenvolvimento da arte contemporânea em sua cidade?
 Dirijo a Hiato Ambiente de Arte. Nesta galeria procuro valorizar a produção contemporânea oriunda de artistas da cidade e de outros centros, por meio de curadorias e exposições temporárias.  Além disso, desenvolvo,  anualmente, o edital Carne Fresca que se encontra na sua 4 ª edição, o qual visa divulgar novos artistas e fomentar novas proposta para o cenário artístico local e regional. No ano de 2014, o edital foi ampliado para a Região Sudeste com o aumento significativo de muitos novos talentos.   


Que comentários você faz sobre a sua função de docente e como ela e a arte convivem?
 Considero fundamental e muito enriquecedor o exercício docente aliado ao fazer artístico. Sob a ótica interdisciplinar, tenho a possibilidade de explorar e divulgar a arte no meio acadêmico, assim como criar um futuro público frequentador e apreciador de arte.



O que você pensa sobre os salões de arte? Alguma sugestão para aprimorá-los?
 Os salões possuem sua importância no cenário nacional e internacional. Eles atuam como um termômetro da produção contemporânea, assim como mapeiam as diferentes tendências e novos nomes.


O que é necessário para um artista ser representado por uma galeria?
 Um contato afinado do galerista  com a obra do artista e a identificação do artista com a linha conceitual da galeria, são elementos que considero fundamentais.

Quais são seus planos para o futuro? 
 Realizar uma exposição em Paris, em 2015, com o grupo Dez ao Cubo.Além disso, encontro-me em fase de pesquisa para uma nova mostra para o ano 2016, investigando possibilidades de desenhos tridimensionais. 

Desenho com intervenção.


Desenho com intervenção.


Desenho com dobradura.


Desenhos.



Coração.




Coração.


KMP



Vermelho. 120 x 120 cm.





Sem título. 150 x 200 cm.


Sem título. 100 x 200 cm.

Sem título. 100 x 200 cm.


Sem título. 200 x 150 cm.


Instalação.


Instalação.







salões de arte, cursos, oficinas e exposições

INDIVIDUAIS

2002                        Centro Cultural da UFMG – Belo Horizonte - MG
2003                        Centro Cultural da Telemar – Belo Horizonte – MG
Fundação Cultural de Blumenau-SC
Museu Nacional de Belas Artes – Rio de Janeiro –RJ
2004                       Centro Cultural Bernardo Mascarenhas – Juiz de Fora - MG
Museu Chácara D. Catarina – Cataguases – MG
Centro Cultural Correios – Rio de Janeiro – RJ
LANDSCAPES - Galeria Almacén – Rio de Janeiro – RJ

2005                       Centro Cultural Candido Mendes – Rio  de Janeiro – RJ
CEFET – Centro Ferroviário de Cultura de Barbacena – MG
ETÉREAS -  Museu de Arte Moderna de Resende - RJ
2006                       Fundação Don André Arcoverde- Valença –RJ Homenageado
2007                      Centro Cultural Bernardo Mascarenhas - CCBM- Juiz de  Fora- MG
                               Centro Cultural da Justiça Federal – Rio de Janeiro –RJ
                               Galeria da CEMIG – Belo Horizonte –MG
2008                       Consórcio de Arte Buenos Aires - Argentina
2009                       Lugares Possíveis - Centro Cultural dos Correios – Rio de Janeiro –RJ
                               Galeria Almacén – Rio de Janeiro - RJ
2011                       IMATERIAL - Centro Cultural dos Correios – Juiz de Fora - MG
                               Galeria Almacén – Rio de Janeiro - RJ
2013                       Centro Cultural dos Correios de Salvador - BA
                               Museu Nacional dos Correios - Brasília - DF
                               Linha Subjetiva - 3° Mostra de Arte em Trânsito - Colégio de Aplicação João XXIII - Juiz de Fora - MG
                               Galeria Hiato- Juiz de Fora - MG
2014                       Centro Cultural Candido Mendes - Rio de Janeiro - RJ

PRINCIPAIS EXPOSIÇÕES COLETIVAS    
1993                        Memorial Getúlio Vargas - Volta Redonda – RJ
1994                       Salão de Artes Plásticas da AMAN - Resende - RJ
FOA - Fundação Oswaldo Aranha - Volta Redonda - RJ
MAM - Museu de Arte Moderna de Resende – RJ
1995                       Fundação Cultural Léa Pentagna - Valença - RJ
Salão da Secretaria de Cultura de Cataguases - MG
Mezanino da Sala Villa Lobos - Teatro Nacional Cláudio Santoro - Brasília-DF
29º Festival de Inverno da UFMG - Belo Horizonte - MG.
1998                       JUIZ PRETO DE OURO FORA Projeto Caem Cult-Ouro Preto-MG
IV ENEARTE - UFES- Vitória – ES
1999                       BRASIL-PORTUGAL: MEMÓRIAS E REGISTROS - Fundação Calouste
                                Gulbenkian Lisboa/ Portugal
Mostra FLUXUS - Galeria Espaço Experimental – UFJF – MG
Projeto Amigos da Escola – (TV Panorama- Juiz de Fora) TV Globo
2000                       “Desenho Contemporâneo” -Juiz de Fora - MG
“TERRA BRASILIS, TERRA PAPAGALLI” –Biblioteca Central – UFJF - Juiz de Fora - MG
“BRASIL-PORTUGAL: Memórias e Registros” - Centro Cultural da UFMG, Belo Horizonte - MG
É isso ou aquilo – Cecília Meirelles- CCBM – Juiz de Fora - MG
2001                        Brasil do Novo Milênio – A Arte de Minas –  [artista convidado] - Itinerante
Palácio das Artes Belo Horizonte - MG
Galeria de Arte da Fundação Cultural de Uberaba – MG
Museu Chácara D. Catarina - F. Cultural Ormeu Junqueira Botelho - Cataguases
Centro Ferroviário de Cultura de Barbacena - MG
                Ana Terra Galeria de Arte-Vitória- ES
2002                         Mezanino da Sala Villa Lobos - Teatro Nacional Cláudio Santoro - Brasília-DF
2003                       Centenário Pedro Nava – UFJF – MG
7 Pecados – HIATO – Ambiente de Arte Galeria – Juiz de Fora – MG
Museu Mariano Procópio – Juiz de Fora – MG
Universidade Federal de Juiz de Fora – MG
2004                       UNIVERSIDARTE – Universidade Estácio de Sá – Juiz de Fora - MG
                               Fórum da Cultura – UFJF-MG
                               1 a 199 – Galeria HIATO – Juiz de Fora- MG
2005                       PARALELO 10 – Centro Cultural  Bernardo Mascarenhas – Juiz de Fora - MG
Comemorativa  19 anos – Galeria Almacén – Rio de Janeiro – RJ
7 Pecados - Centro Pascoal  Carlos Magno – Niterói – RJ
RIO 440ª Graus – Atelier Belmonte – Rio de Janeiro - RJ
2006                       Visual Galeria de Arte- Manaus-AM
                                SP ARTE- Pavilhão da Bienal de São Paulo - SP
NOVÍSSIMOS - Galeria IBEU - Rio de Janeiro- RJ
Dumaresq Galeria de Arte – Recife – PE
Almacén Galeria de Arte – Rio de Janeiro – RJ
2007                       SP ARTE- Pavilhão da Bienal de São Paulo – SP
                               XXXV Salão do Museu de Arte Moderna de Resende- RJ
2008                       TRAJETÓRIAS – Galeria Hiato Juiz de Fora - MG
SP ARTE- Pavilhão da Bienal de São Paulo – SP
                               ARTEBA - Feira Internacional de Buenos Aires- Argentina
2009                       SP ARTE- Pavilhão da Bienal de São Paulo – SP
                               XXXIV Salão Museu de Arte Moderna Resende – RJ
                               ARTEBA - Feira Internacional de Buenos Aires- Argentina
2010                       RED DOT FAIR  - Feira de Arte de New York- EUA
SP ARTE- Pavilhão da Bienal de São Paulo – SP
XXXV Salão Museu de Arte Moderna Resende – RJ
2011                       SP ARTE- Pavilhão da Bienal de São Paulo – SP
Centro Cultural Bernardo Mascarenhas – Juiz de Fora - MG
XXXVI Salão Museu de Arte Moderna Resende – RJ
2012                                       Mar de Montanhas - Galeria Hiato - Juiz de Fora - MG
                                               I ARTIGO- Feria de Arte Contemporânea do Rio de Janeiro - RJ
2013                                       II ARTIGO - Feira de Arte Contemporânea do Rio de Janeiro - RJ
                                                Todos os Tons da Paz - Centro Cultural Bernardo Mascarenhas - Juiz de Fora - MG
                                                "Eu sei que vou te amar..." - Vinicius de Moraes|100 anos - Galeria Hiato - Juiz de Fora - MG
                                                VERBO E COR - Museu de Arte Moderna Murilo Mendes - Juiz de Fora -MG
2014                                        DEZ AO CUBO - Galeria Hiato -Juiz de Fora - MG
                                                FOTO 14 - Centro Cultural Bernardo Mascarenhas - Juiz de Fora - MG
                                               DEZ AO CUBO- Atelier Dezenove - Rio de Janeiro- RJ
                                               DEZ AO CUBO- Arte&Fato Galeria - Porto Alegre - RS




PRÊMIOS
1993                                       MAM - Museu de Arte Moderna de Resende–RJ- Referência Especial
1995                       I Mostra Internacional de Arte Brasilenã - Salon Chileno en la
Universidade de Taparacá en Arica - Chile 
                Salon Arica en El Palácio Consistorial de La Ilustre Municipalidade de
Arica - Chile
2000                     II Salão de Arte  do Vale do Aço- Fundação Acesita - Timóteo - MG
2005                       XXXIII Salão Museu de Arte Moderna Resende - RJ
2010                       XXXV Salão Museu de Arte Moderna Resende - RJ

Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now