quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Galeria Lume abre a individual Portal de Alice em Atlantis, do fotógrafo Penna Prearo




GALERIA LUME APRESENTA O UNIVERSO DE PENNA PREARO EM INDIVIDUAL

Galeria Lume abre a individual Portal de Alice em Atlantis, do fotógrafo Penna Prearo, com curadoria de Agnaldo Farias. A série composta por 21 fotografias abraça elementos da pintura e do cinema, com uso de equipamentos visuais acessórios como filtros, prismas, lanternas mágicas, caleidoscópios, entre outros, perfazendo um recorte da produção recente e da pesquisa atual do artista.

Penna Prearo habita um mundo ainda incógnito para nós, um universo de fábulas e desvarios, com influências que não vem de ilusões, mas das existências ali vividas. Em sua obra, nada surge da casualidade, cada escolha vem de uma razão bem pensada, de referências artísticas principalmente pictóricas e cinematográficas. Portal de Alice em Atlantis mostra fragmentos do planeta homônimo onde o fotógrafo vive, com narrativas elaboradas como um diretor que constrói cenas e inventa cenários. As situações retratadas tem personagens tão improváveis quanto um mosquiteiro de tule, um cavalinho de pau, a cabeça de uma escultura clássica, duas rodas de bicicletas ou um hidrante, que o artista, em suas infatigáveis peregrinações, percebe e trata como personagens enigmáticas, poderosas em suas presenças silenciosas. “Sua poética afigura-se como um diário do maravilhoso que ele consegue fazer irromper de um cotidiano que os tristes e desavisados supõem comum.”, comenta o curador da mostra.

A individual de Penna Prearo é composta por obras de diversas séries, como Ballerinas – em que o fotógrafo utiliza mosquiteiros de tule incorporados a cenários variados, como se os elementos interagissem entre si em uma apresentação de balé -, Falange Ciclope – cujos personagens, desta vez, são representados por rodas de bicicletas -, Carrossel para um Kubrick Solitário – onde um cavalinho de madeira aparece sempre no clima fantástico característico de sua obra -, Portal de Alice – série composta por cenas que parecem parodiar a realidade, entre outras.

Em uma miscelânea de alusões e temas para a composição de suas fotografias, Penna Prearo realiza confrontos e tensões entre imagens, enfatiza a cor em seus trabalhos e destaca um repertório que vai de Alice no País das Maravilhas (de Lewis Carroll, publicado em 1865), inserindo a fábula na lendária ilha de Atlantis, ou Atlântida, criando seu universo individual.

Nas séries de Penna Prearo, o registro fotográfico não se presta a apenas registrar coisas e situações comuns. Sua função ultrapassa esse patamar onde cria cenas de sonho, reais ou imaginárias, parafraseando a realidade. Seus trabalhos remetem a recortes de narrativas não lineares e à realidade cultural e underground das cidades por onde passa.

“Albergaria de seres transmutantes,
portas de entrada de Alices fugazes,
sistemas organizados,
desertores procurando
lascas de um tempo curvado.
Flechadas de luz farpada
em alvos transitórios.
Translúcidas paisagens
convidando para uma viagem
num transatlântico enfurecido
com bilhete só de volta.
Um dia mais, um dia menos.”

Penna Prearo


Link para visualização e download de todas as imagens de divulgação: http://bit.ly/1rAzc71

Exposição: Portal de Alice em Atlantis
Artista: Penna Prearo
Curadoria: Agnaldo Farias
Coordenação: Paulo Kassab Jr. e Felipe Hegg
Abertura: 23 de outubro de 2014, quinta-feira, às 19h
Período: De 24 de outubro a 28 de novembro de 2014
Local: Galeria LUME – www.galerialume.com
Rua Joaquim Floriano, 711 – 2º andar – Itaim Bibi – São Paulo, SP
Tel.: (11) 3168-0351
Horário: Segunda a sexta-feira, das 10h às 19h. Sábado, das 11h às 14h



















GALERIA LUME APRESENTA O UNIVERSO DE PENNA PREARO EM INDIVIDUAL

Galeria Lume abre a individual Portal de Alice em Atlantis, do fotógrafo Penna Prearo, com curadoria de Agnaldo Farias. A série composta por 21 fotografias abraça elementos da pintura e do cinema, com uso de equipamentos visuais acessórios como filtros, prismas, lanternas mágicas, caleidoscópios, entre outros, perfazendo um recorte da produção recente e da pesquisa atual do artista.

Penna Prearo habita um mundo ainda incógnito para nós, um universo de fábulas e desvarios, com influências que não vem de ilusões, mas das existências ali vividas. Em sua obra, nada surge da casualidade, cada escolha vem de uma razão bem pensada, de referências artísticas principalmente pictóricas e cinematográficas. Portal de Alice em Atlantis mostra fragmentos do planeta homônimo onde o fotógrafo vive, com narrativas elaboradas como um diretor que constrói cenas e inventa cenários. As situações retratadas tem personagens tão improváveis quanto um mosquiteiro de tule, um cavalinho de pau, a cabeça de uma escultura clássica, duas rodas de bicicletas ou um hidrante, que o artista, em suas infatigáveis peregrinações, percebe e trata como personagens enigmáticas, poderosas em suas presenças silenciosas. “Sua poética afigura-se como um diário do maravilhoso que ele consegue fazer irromper de um cotidiano que os tristes e desavisados supõem comum.”, comenta o curador da mostra.

A individual de Penna Prearo é composta por obras de diversas séries, como Ballerinas – em que o fotógrafo utiliza mosquiteiros de tule incorporados a cenários variados, como se os elementos interagissem entre si em uma apresentação de balé -, Falange Ciclope – cujos personagens, desta vez, são representados por rodas de bicicletas -, Carrossel para um Kubrick Solitário – onde um cavalinho de madeira aparece sempre no clima fantástico característico de sua obra -, Portal de Alice – série composta por cenas que parecem parodiar a realidade, entre outras.

Em uma miscelânea de alusões e temas para a composição de suas fotografias, Penna Prearo realiza confrontos e tensões entre imagens, enfatiza a cor em seus trabalhos e destaca um repertório que vai de Alice no País das Maravilhas (de Lewis Carroll, publicado em 1865), inserindo a fábula na lendária ilha de Atlantis, ou Atlântida, criando seu universo individual.

Nas séries de Penna Prearo, o registro fotográfico não se presta a apenas registrar coisas e situações comuns. Sua função ultrapassa esse patamar onde cria cenas de sonho, reais ou imaginárias, parafraseando a realidade. Seus trabalhos remetem a recortes de narrativas não lineares e à realidade cultural e underground das cidades por onde passa.



“Albergaria de seres transmutantes,
portas de entrada de Alices fugazes,
sistemas organizados,
desertores procurando
lascas de um tempo curvado.
Flechadas de luz farpada
em alvos transitórios.
Translúcidas paisagens
convidando para uma viagem
num transatlântico enfurecido
com bilhete só de volta.
Um dia mais, um dia menos.”
Penna Prearo


Exposição                             Portal de Alice em Atlantis
Artista                                               Penna Prearo
Curadoria                              Agnaldo Farias
Coordenação                                    Paulo Kassab Jr. e Felipe Hegg
Abertura                                23 de outubro de 2014, quinta-feira, às 19h
Período                                   De 24 de outubro a 28 de novembro de 2014
Local                                      Galeria LUMEwww.galerialume.com
Rua Joaquim Floriano, 711 – 2º andar – Itaim Bibi – São Paulo, SP
Tel.: (11) 3168-0351
Horário                                   Segunda a sexta-feira, das 10h às 19h. Sábado, das 11h às 14h
Número de obras                   21
Técnica                                  Fotografia
Dimensões                             35 x 52 cm a 100 x 150 cm
Preços                                               R$ 7.000,00 a R$ 18.000,00


Ass. Imprensa            - Balady Comunicação – Silvia Balady / Zeca Florentino
Tel.: (11) 3814.3382 – contato@balady.com.br

Penna Prearo
Nascido em Maylasky/SP, em 1949. Inicia a carreira profissional em 1972, registrando shows musicais e peças de teatro. Em 1978, expõe no 1º Colóquio Latino-Americano de Fotografia, no México e, no ano seguinte, na 1ª Trienal de Fotografia do Museu de Arte Moderna de São Paulo - MAM/SP, entre outras mostras. Realiza a individual Olho por Olho, no Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo - MAC/USP, em 1993. Em seguida, desenvolve a série São Todos Filhos de Deus, com fotos de grupos de pessoas portando o retrato de Jesus Cristo na face. Recebe o prêmio aquisição do J.P. Morgan de Fotografia, em 1999. Participou de diversas mostras coletivas, como Coleção Pirelli/MASP (edição nº 10, 2001), A Subversão dos Meios (Itaú Cultural, São Paulo, 2003), Ordenação e Vertigem (Centro Cultural Banco do Brasil, São Paulo, 2003) e Coletivo Fotográfico (Museu da Imagem e do Som, São Paulo, 2005), e exposições coletivas na Alemanha, Bélgica, Chile, Espanha, Estados Unidos, Holanda, Luxemburgo, México e Finlândia.

Agnaldo Farias
É professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, crítico e curador. Atualmente é consultor do Instituto Tomie Ohtake, coordena o projeto Rumos Visuais, do Itaú Cultural (2011/2013), é um dos curadores da 11a Bienal de Cuenca, Ecuador (2011) e dividiu, com Moacir dos Anjos, a representação brasileira da Bienal de Veneza e a curadoria geral da 29ª Bienal de São Paulo, in 2010. Para esta instituição, foi curador da Representação Brasileira da 25a Bienal de São Paulo (1992), curador adjunto da 23a edition (1996) e da 1a Bienal de Johannesburgo (1995). Foi Curador Geral do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (1998/2000) e Curador de Exposições Temporárias do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (1990/1992).

Galeria Lume

Fundada em 2011 com o objetivo de exibir os grandes nomes da fotografia brasileira, a Galeria LUME estabeleceu-se em pouco tempo como referência de vitalidade, conceito e transgressão. Dirigida por Felipe Hegg e Paulo Kassab Jr., a LUME apresenta um novo caminho para a leitura da contemporaneidade, através de um diálogo aberto, pautado pela pesquisa curatorial e pelo espírito da época. A galeria oferece um panorama dinâmico, apostando em diferentes suportes, nos quais artistas brasileiros e estrangeiros realizam exposições ousadas, orientadas pelo desenvolvimento de trabalhos conceituais e pesquisas consolidadas. A LUME participa, constantemente, de feiras nacionais e internacionais, e representa importantes artistas como Alberto Ferreira, Florian Raiss, Maxi Cohen e Martin Parr, entre vários outros.






Zeca
---
Balady Comunicação
Tel.: 11-3814.338

Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now