domingo, 21 de setembro de 2014

Fábio Carvalho em exposição no Museu Nacional Soares dos Reis, Porto, Portugal




Fábio Carvalho em exposição no Museu Nacional Soares dos Reis, Porto, Portugal
O artista carioca Fábio Carvalho (galerias Artur Fidalgo, RJ e Dumaresq, REC) participa com duas obras inéditas em cerâmica, a partir de 2 de outubro, na exposição coletiva “Prometheus Fecit” no Museu Nacional Soares dos Reis, no Porto, Portugal, um dos mais importantes daquele país. As duas obras de Fábio Carvalho ("Em Pele de Cordeiro" e "Gêmeos") são resultado da residência artística realizada em junho passado na Cerâmica PP&A São Bernardo, em Alcobaça. Portugal. Esta foi a quinta residência artística de Fábio Carvalho em terras lusas. O projeto tem curadoria de Maria de Fátima Lambert (Portugal), e conta com um total de 15 artistas brasileiros e portugueses. 



Em Pele de Cordeiro, detalhe  

Na obra Em Pele de Cordeiro Fábio Carvalho criou um mosaico com mais de 1.200 borboletas e flores moldadas uma a uma à mão pelo próprio artista, vidradas em 6 cores diferentes, que juntas formam o desenho de um soldado em tamanho natural, vestindo um uniforme militar camuflado segurando um fuzil. O soldado em mosaico encontra-se "deitado" sobre uma superfície de 60 cm de altura (aproximadamente a altura de uma cama). As borboletas e flores não estão coladas na superfície, acentuando o caráter frágil das pequenas peças, e reforçando a ideia de efemeridade da obra, de que tudo aquilo pode se desfazer a qualquer instante.




Gêmeos 


Já a obra Gêmeos apresenta-nos 4 touros vermelhos e brilhantes de tamanho médio (45 x 35 x 30 cm), sendo que dois touros são exatamente como costumam ser produzidos na fábrica (exceto pela cor), e dois touros resultam de uma colagem com acréscimo de diversos ornamentos, alguns buscados de outras peças da fábrica, e outros criados originalmente pelo artista.  

Como em toda a produção atual de Fábio Carvalho, aqui também o artista procura questionar o senso comum de que força e fragilidade, virilidade e poesia, masculinidade e vulnerabilidade não podem coexistir, propondo uma discussão sobre estereótipos de gêneros. 







saiba mais: www.fabiocarvalho.art.br/prometheusfecit.htm










































Emacs!

Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now