sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Daniel Lanes Costumes na Luciano Caravello Galeria com texto de Bernasrdo Mosqueira




Costumes de Daniella Nnes
Com a exposição Costumes, Daniel Lannes retoma e avança com um tipo de procedimento semelhante ao utilizado na série Safe Sex, de 2007. O processo criativo do conjunto que mostramos aqui, assim como o do grupo de trabalhos anterior, é fundamentado na criação de pinturas com intenso apreço formal e que apresentam cenas insólitas que narram perversões a normatividades. Se antes a referência formal era o pintor Albert Eckhout, agora as manchas de cor de John Singer Sargent e Edouard Manet foram base para o desenvolvimento da série. Ao interesse constante pela figura humana, somaram-se o olhar e a prática construtiva da abstração.
Com um posicionamento que se aproxima ao do cronista, Lannes utiliza estratégias de humor para falar da relação entre imagem e cultura: mais especificamente, trata da relação entre a produção cultural de imagens e a estrutura social dos gêneros, do prazer e da família.
Dessa vez, Lannes se dedicou a uma pesquisa obsessiva sobre o vestuário e a indumentária feminina desenhada, produzida e utilizada entre o século XVIII e o começo do século XX. Nesse processo, voltou maior parte de sua investigação para livros de costura e referência estilística desse período. Algumas imagens lhe despertaram mais o interesse e a razão pra isso, em geral, era a maneira peculiar pela qual a figura feminina era representada e, muitas vezes, por como esses croquis evidenciavam dados importantes da cultura, especialmente no que tangencia a divisão social entre os gêneros.
Nessas imagens, as mulheres são absolutamente objetificadas apresentando gestos, poses e roupas deformantes que reverberam um desejo de alienação da subjetividade. Para assinalar isso, Daniel convidou homens (talvez seja importante dizer que quase todos heterossexuais e quase todos com comportamento entendido como masculino) para terem seus rostos retratados em pinturas que os apresentam vestindo as roupas e apresentando os gestos dos tais livros e revistas de croquis de costura. O humor gerado por ver um homem vestido de mulher deve nos fazer refletir sobre o que seria característico a esse papel de mulher que poderia tornar tão hilário um homem nesse lugar.
Travestismo Fetichista é uma classificação na Psicologia para fetiches sexuais e parafilias em que o indivíduo dirige seu impulso sexual para um objeto, utilizando pelo menos uma peça de roupa do gênero oposto com intensão de trazer para si algum símbolo característico do outro gênero para viver, durante a atuação ritual, alguma situação de determinada maneira que lhe gere prazer narcísico e excitação sexual. Não deve ser confundido com disforia de gênero nem com cross-dressing. Uma característica importante à dinâmica do travestismo fetichista de um indivíduo do sexo masculino com peças de roupa feminina é exatamente a vontade de objetificação desse indivíduo e do subsequente apagamento do sujeito travestido. Parte do humor ao ver um homem vestido de mulher é pelo ridículo de alguém que ostenta a perda do poder.
Com o mesmo posicionamento, Daniel produziu, ainda, uma série de trabalhos em que aponta criticamente pra características da estrutura familiar e em que prossegue sua pesquisa sobre desejo. Criando cenas plenas em crueza e crueldade, Lannes afirma, ao retomar e avançar com a pesquisa de 2007, que há como construir um trabalho sério, também, por estratégias de humor.
Bernardo Mosqueira

________________________________________________________________________________

Costume by Daniella Nnes
With Costume, Daniel Lannes returns to and further develops a kind of procedure similar to that used in the 2007 Safe Sex series. The creative process of the group of works we show here, like that of the previous series, is based on the creation of paintings with intense formal appreciation,presenting unusual scenes that tell stories of the perversion of norms. While previous works looked to Albert Eckhout, it is now the smears of color of John Singer Sargent and EdouardManetthat form the basis of the painting technique. The artist’s longstanding interest in the human figure is combined with a constructivist eye and the practice of abstraction.
In a manner akin to a columnist, Lannesuses humor to address the relation between image and culture: more specifically the relation between the cultural production of images and the social structure of genres, pleasure and the family.
On this occasion, Lanneshas obsessively researched female costume designed, produced and worn from the 18th century to the beginning of the 20th. In the course of these investigations he focused mainly on dressmaking manuals and style guides of the period. Some images struck him more and the reason for this, generally speaking, was the peculiar way in which the female figure was represented and, often, because of the way these sketchestestified to important cultural features, especially those pertaining to social gender differences.
In these images, the women are totally objectified, with gestures, poses and body-deforming clothing that reflectthe desire to alienate subjectivity. To demonstrate this, Daniel invited men (it is perhaps important to add that almost of them were heterosexual men) to sit for portraits wearing this clothing and striking the same poses as those in the dressmaking pattern books and magazines. The comic effect of seeing a man dressed as a woman makes us wonder what feature of a woman’s role makes it so hilarious when a man assumes it.
Fetishistic transvestitism is classified by psychologists for sexual fetishes and paraphilias in which at least one of the participants in the sex actuses at least one item of clothing of the opposite sex with the intention of providing themselves with some symbol characteristic of the other sex, in order to experience, during the ritual act, some situation in such a way as to generate narcissistic pleasure. One common reason for transvestitism in men is precisely the desire for objectification and the ensuing extinction of subjectivity. The humorousness of seeing a man dressed as a woman stems in part from the ridiculousness of someone being deprived of power.
In the same vein, Lannes has also produced a series of works that critically examines the characteristic features of the family structure as part of his ongoing investigation into desire. Going back to his 2007 preoccupations and taking them further, Lannes creates raw scenes full of cruelty and shows that it is possible to use humor to produce serious work.
 
Bernardo Mosqueira

________________________________________________________________________________
Rua Barão de Jaguaripe 387, Ipanema - Rio de Janeiro, Brasil 
Tel: (21) 2523.4696 l contato@lucianacaravello.com.br
De segunda a sexta, das 10h às 19h. Sábado das 11h às 15h.

Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now