quarta-feira, 11 de junho de 2014

Yinka Shonibare




Yinka Shonibare (1956-) Nasceu em Londres. Aos três anos foi com a família para Nigéria. Aos 17 anos, retornou a Londres para iniciar seus estudos em arte. Aos 18 anos contraiu uma inflamação na medula espinhal que o fez ficar hemiplégico. Graduou-se no Brian Shaw School of Art e obteve o título de Mestre pela Goldsmiths, University of London. Fez parte da Young British Artist. Participou da Bienal de Veneza e da Documenta de Kassel.Shonibare became an Honorary Fellow do Goldsmith's College, ele foi premiado com o MBE, incorporado ao seu nome artístico. Doutor honoris causa pelo Royal Collge of Art. Foi eleito como membro da Royal Academy of Arts. Seu trabalho explora a identidade cultural, o colonialismo, o pós-colonialismo dentro do contexto da globalização. Utiliza em suas esculturas tecidos coloridos africanos. Trabalha com pinturas, esculturas, instalações, fotografias e vídeos. A doença piorou com o tempo, levando-o a se locomover numa cadeira de rodas elétrica. Para continuar seu trabalhou utiliza-se de assistentes cabendo a esse a execução de suas idéias.



The British Library HOUSE, 2014. 
The British Library HOUSE 2014. Brighton Museum & Art Gallery. Foto: Jonathan Basset. 


The British Library HOUSE, 2014. Detalhe dos livros. Foto: Nigel Green 



Last Soup After Leonardo, 2013. Stephen Friedman Gallery.


Miss Utopia, 2013.


Cake Man, 2013. Saatchi Gallery, Londres.


Wind Sculpture II, 2013. North Caroline Museum.


Food Faerie, 2012.


Round, 2010.


Nelson's Shiip in a Bottle, 2010.Trabalho vencedor para ocupar o 4o pilar na Trafalgar Square. A obra está em exposição permanente no National Maritime Museum, Greenwich.


Planets in my Head, 2010.


Black Gold II, 2006.


How to Blow Up Two Heads at Once, 2006.


Girl on Globe, 2005.


Reverend on Ice, 2005. National Gallery of Victoria.


Scramble for Africa, 2005. The Pinnel Colection, Dalas.


The Swing After Fragonard, 2001. Tate Gallery, Londres.


 Leisure Lady with Ocelots, 2001. Vanharents Art Colection, Bruxelas.


Cha, Cha, Cha, 1997.




Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now