segunda-feira, 14 de abril de 2014

Paulo Roberto Leal







Paulo Roberto Leal  (1946-1991). Nasceu no Rio de Janeiro, onde morreu. Era funcionário do Banco Central. Em 1967, iniciou seus trabalhos como programador visual produzindo catálogos de exposições de artes  plásticas. Conheceu e foi influenciado pelo artista Osmar Dillon, ligado ao Neoconcretismo. Na década de 70, iniciou sua carreira como artista plástico criando trabalhos com diferentes tipos de papéis encontrados no local de sua ocupação. Foi premiado na 11a Bienal de São Paulo. Foi escolhido  para representar o Brasil na Bienal de Veneza. Tornou-se curador do Museu do Banco Central. Na década de 80, intensa produção e participação em exposições. Nessa época mostrou seu interesse pelas cores. Em 2003, com o objetivo de preservar a sua memória e a sua obra, o crítico Roberto Pontual e os artistas Armando Mattos e Manfredo de Souzanetto criaram o Projeto Concreto PRL, que tem Gilberto Chateaubriand como conselheiro. Em 2000, exposição Projeto Concreto PRL no Centro Cultural Light, RJ com obras deixadas sobre os cuidados de Armando Mattos.  Em 2007, O MAC-Niterói organizou a exposição da Matéria Nasce a Forma com 102 obras do artista. A obra de Paulo Roberto Leal foi baseada nas possibilidades plásticas do papel, segundo o crítico Roberto Pontual. Em 2000, o curador e crítico Fernando Cocchiarale escreveu: " Interrompida por sua morte prematura há cerca de dez anos, a obra de Leal, apesar de ainda pouco estudada, é, sem qualquer sombra de dúvida, capital para a história da pintura contemporânea brasileira..."


Regata, 1985. Coleção Projeto Concreto, RJ.


Sem título, 1979.


Armagem, 1978. Galeria Nara Roesler, SP.


Sem título, 1976. Coleção particular.


Sem título, 1976.


Armagem,  1972. Foto Armando Mattos. Itaú Cultural, SP.


Armagem, 1971. Prêmio aquisição do 28o Salão Paraense de Artes Plásticas.





Armagem, 1974.  Fotografia Luciano Mattos.


Módulo, 1970. Galeria Mercedes Viegas. 



Paulo Roberto Leal _Catálogo da exposição do artista na Laura Marsiaj Arte Contemporânea entre 2000-2001

Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now