sábado, 26 de janeiro de 2013

Waldemar Cordeiro.




 



Walter Cordeiro (1925-1973) Nasceu em Roma, filho de pai brasileiro e mãe italiana. Viveu e morreu em São Paulo. Foi gravador, pintor, escultor, desenhista, ilustrador, jornalista, paisagista, crítico de arte e professor. Estudou na Academia de Belas Artes de Roma, gravura na Escola de São Giácomo e pintura com De Simone. Em 1946, instalou-se me São Paulo, onde fundou o Grupo Ruptura juntamente com Anatol Wladislav, Haar, Charoux, Geraldo de Barros e Luiz Sacilotto. Na década de 1960, abandonou o Concreto e, influenciado pela Pop Arte americana, vista por ele na Bienal de Veneza, criou obras com objetos do cotidiano e sucata a Popcreto. Introduziu no Brasil o uso do computador em artes visuais. Foi professor da UNICAMP. Participou da Bienal de São Paulo. Sua obra é representada pela Galeria Luciana Brito, SP



Movimento,1951. Têmpera sobre tela 90,1x95,3 cm. MAC-USP



Idéia Visível,1952, Têmpera sobre madeira. 61x61 cm. Coleção particular.



Movimento,1952.




Espaço Convexo,1954. Esmalte sobre camada plástica. 121,5x60,5 cm. Pinacoteca, São Paulo.




 



Sem título,1958. Coleção particular.



Pop Concreto para Pop Crítico Técnica mista. 82x82 cm. Coleção Saul Liebman.



Contra o naturalismo fisiológico (1965) Montagem com rodas de bicicleta 110x150,5 cm. Coleção Família Cordeiro, São Paulo.



Viva Maria ,1966. Bandeira com Feltro 68x98 cm. Coleção particular.


O Beijo,1967. MAC-USP.



 




 




Aproximações do espírito pop 1963-1968 Waldemar Cordeiro Antonio Dias Duke Lee Nelson Leirner _ Museu de Arte Moderna de São Paulo,2003.

Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now