quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Edward Hopper





Edward Hopper (1882-1967) Nasceu em Nyack, Estado de Nova York. Estudou arte comercial na New York School of Illustration e pintura na New York School of Art. Seu principal professor e incentivador foi Robert Henri. Após sua formatura viajou para Europa por tres vezes com a intenção de estudar os artistas europeus. Foi, então, influenciado pelo Realismo. Sua obra mostra a vida urbana e rural americana e pela iluminação utilizada reteme o espectador à solidão. Foi casado com a pintora Josephine Nivison Hopper. Ela doou as obras do marido de sua propriedade ao Whitney Museum of Modern Art, Nova York. Hopper mantinha dois ateliês, um no Greenwich Village em Nova York e o outro de verão em South Turo. Com a chegada do Expressionismo Americano, Hopper foi colocado num plano secundário, mas é considerado atualmente um dos maiores nomes da pintura americana. Escolhemos imagens menos conhecidas para ilustrar sua obra.



 
Self Portrait, 1902. Whitney Museum of American Art, Nova York.

Summer Interior,1909. Whitney Museum of American Art, Nova York.


 
American Village, 1912.Whitney Museum of American Art, Nova York.



New York Restaurant, 1912. Foto Wikipedia.




Road in Maine, 1914. Whitney Museum of American Art, Nova York.



The Locomotive, 1923. MoMA, Nova York.

 
Le Chapeau de Hopper sur la Presse en Taillé-Douce, 1924.




Self Portrait, 1925-1930. Whitney Museum of American Art, Nova York.


 
Night Windows, 1928.



New York Movie, 1939. MoMA, Nova York.



Lee Shore, 1941. Coleção particular.


El Palacio,1946.  Aquarela. Whitney Museum of American Art, Nova York.




Corn Hill (Tuto, Cape Cod), 1950. Mc Nay Art Museum, Santo Antonio, Texas.

 
 





Second History Sunlight, 1960.







 


O livro Hopper Peindre L'Attente de Emmanuel Pernoud _ Citadelles Mazenod, 2012 presenteado por uma querida amiga, foi a motivação por essa postagem.











 


Edward Hopper / Gail Levin the Art and the Artist _ Whitney Museum of American Art, 1981.

Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now