sábado, 31 de dezembro de 2011

Hans-Peter Feldmann Arte Conceitual




Hans-Peter Feldmann (1941-) Nasceu em Hilden, Alemanha. Graduou-se em Pintura na University of Arts and Industrial Design Linz, Austria. É considerado artista conceitual. Começou produzindo um livro de artista chamado de Bilder. Passou pela fotografia e utilizou-se de objetos, instalações e colagens. Vive e trabalha em Dusseldorf. Paticipou das Bienais de Gwangju, Veneza e Documenta de Kassel 5 e 6. Recebeu o Hugo Boss Prize de 2010. Individual no Guggenheim, Nova Yok, MoMA PSI  e diversos museus importantes da Europa. Na Alemanha pós guerra as imagens eram escasssas e as existentes abriam novos caminhos de conhecimento. Ele passou a colecionar páginas de jornais, revistas e cartazes de anúncios, cartões postais e propaganda de viagens com as quais fazia colagens.  Feldemann estará na próxima Bienal de São Paulo.



Venus Update ou Eve.



Golden Shoes



Flowers Pot (2004)



Rulerhouse (2009)



Zebra (2001) Pintura sobre papel.



Aesthetic Studies.



Exposição Museo Reina Sofia



100000 Instalação no Guggenheim Museum construída com notas de US$ 1 provenientes do valor do Hugo Boss Prize (US$100 000)



100 000 detalhe.



Lovers



100 Years Diferentes retratos de pessoas com idade diversas MoMA PS1.



Wunderkammer.



Dance Children (2011)



One Pound Strawberries (1074) Foto colorida.



Instalação Art Basel Miami Beach (2011).

Cream 3 Contemporary Art in Culture _ Phaidon, 2007.

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Ian Hamilton Finlay Poeta, Escultor e Jardineiro.




Ian Hamilton Finlay (1925-2006) Nasceu em Nassau. Mudou-se para Glascow e depois para Edinburgo. Sua educação escolar foi encerrada quando ele tinha 13 anos em consequência à guerra. Após o término da Segunda Guerra Mundial, trabalhou como pastor, estudou filosofia e começou a escrever pequenas histórias e poemas concretos e obras de arte.  Em 1996, instalou-se em Stony Path, numa antiga e abandonada fazenda, criando um jardim conhecido como Little Sparta para abrigar suas esculturas e poesias concretas. Suas últimas obras foram feitas com colaboração de outros artistas. Em suas esculturas incorporava letras e frases com referência ao classicismo. Participou da Documanta de Kassel 8. Foi indicado para o Turner Prize e recebeu o título da Doutor Honoris Causa de University of Aberdeen, Heriot-Nall University e University of Dundee. Ian Hamilton Finlay estará na próxima Bienal de São Paulo.



Poverty, pittee wit Larks



Swallow (1999)



Instalação (2005).



Ici on Danse (1996) Tate Gallery, Londres.



Tree Plaques (1985) Cerâmica.



Puis le Banc se Retrouve aux Pousses (com Carolin Webb) (1997) Carvalho. Coleção particular



Four Vases (Winds, Woods, Streans ans Seas) (2003) Porcelana.



Fine Finnies (com Peter Coatin) (2001) Pedra.



Pyramid ( com Arnnet Stirley) (1978-1979)



Four Kings for the Republic. Coleção particular.



Seed Packets (1986) MoMA.



Fish (1964) Tate Gallery, Londres.



Little Sparta


Little Sparta


Livro.




quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Mark Morrisroe






Mark Morrisroe (1959-1989)  Nasceu em Malden, Massachusetts. Estudou na School of the Museum of Fine Arts, Boston. Sua mãe era alcoólatra e prostituta e de pai desconhecido, deixou sua casa aos 14 anos, vivendo de atividades ilegais inclusive como garoto de programa. Foi baleado por um dos clientes insatisfeito com o serviço prestado e manteve a bala em seu corpo até a morte. Começou com uma polaroide, fotografando seu círculo de amigos. Pertenceu a Boston School de Fotografia com Nan Goldin,  David Armstrong, Philip-Lorca de Corcia, Doug e Mike Starn e Hearn. Além dos retratos explorou as paisagens com tema de seus trabalhos. Morreu de AIDS aos 40 anos deixando cerca de 2000 fotografias, reunidas na Collection Risuger, abrigada no Fotomuseum Wintherthur. Participou da Bienal de São Paulo. Self-Portrait.





Sem título, 1980.


Sem título, 1984-1989, 13 fotos do mesmo modelo com intervenções diferentes. Coleção particular.


Lonely Bird, 1985. Coleção particular.




Sem título, 1985.



Figure Study, 1985.


Big Paul Anderson, 1985.






Katy's Goldfisch.



Gail Thacker/Club Scouts.


Sem título/Eggs #2.



Lynelle Contemplates the Owl, 1985.


Dismal Boston Skyline.


Sem título. Still Life with Chanel Bag.



Self-Portait, 1989.




Instalação, 2011.





Mark Morrisroe School of Boston



Mark Morrisroe Self- Portrait to Brent (1982)


Mark Morrisroe (1959-1989)  Nasceu em Malden, Massachusetts. Estudou na School of the Museum of Fine Arts, Boston. Sua mãe era alcoólatra e prostituta e de pai desconhecido, deixou sua casa aos 14 anos, vivendo de atividades ilegais inclusive como garoto de programa. Foi baleado por um dos clientes insatisfeito com o serviço prestado e manteve a bala em seu corpo até a morte. Começou com uma Polaróide, fotografando seu círculo de amigos. Pertenceu a Boston School de Fotografia com Nan Goldin,  David Armstrong, Philip-Lorca de Corcia, Doug e Mike Starn e Hearn. Além dos retratos explorou as paisagens com tema de seus trabalhos. Morreu de AIDS aos 40 anos deixando cerca de 2000 fotografias, reunidas na Collection Risuger, abrigada no Fotomuseum Wintherthur. Estará na próxima Bienal de São Paulo.




Sem título (1984-1989) 13 fotos do mesmo modelo com intervenções diferentes. Coleção particular.



Lonely Bird (1985) Chromogenic print. Coleção particular.



Sem título. (1980)



Sem título.




Figure Study (1985) Chromogenic print



Instalação (2011).



Dismal Boston Skyline.


Self -Portrait (1989) T-65 Polaroid.

Livro.




Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now