segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Roberto Matta Expressionimo Abstrato e Surrealismo


Roberto Matta


Roberto Sebastian Antonio Matta Echaurren (1911-2002) Nasceu em Santiago, Chile. Estudou Arquitetura na Pontificia Universidad Católica, Santiago. Após a graduação, mudou-se para Paris, onde manteve contato com Le Corbusier. Em Paris, conviveu com Arshile Gorky, Magritte, Breton e Salvador Dali. Por intermédio de Breton passou a pertencer ao grupo dos Surrealistas, tendo produzido ilustração para o jornal Minotauro do grupo. Matta acabou sendo expulso do grupo depois de envolver-se com a mulher de Gorky e sendo responsabilidade pelo seu suicídio. Em 1938, mudou-se para Nova York e migrou do desenho para a pintura a óleo. Em sua opinião a poesia e a pintura poderiam mudar a vida das pessoas. Ele engajou-se na atividade política apoiando o presidente Salvador Alende. Além do desenho e pintura, utilizou-se da cerâmica, fotografia e vídeo. O artista morreu na Itália. Seu filho Gordon Matta-Clarck foi um importante artista contemporâneo. A obra de Roberto Matta teve desde o início algo de místico e espiritual.



Jazz Bande


Chaosmos


Bullfight (1955) Litografia. The Art Institute, Chicago.


Drive in the Knife (1943) The Art Institue, Chicago.


Here, Sir Fire, Eat! (1942) MoMA.


Fiery Landscape Crayon e lápis sobre papel MoMA, Nova York


Sem título Litografia. Tate Gallery, Londres.


The Disaster of Mysticism (1942) Coleção particular.

Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now