domingo, 16 de outubro de 2011

Imagem Semanal O Banquete

"Onde reside o belo nas almas?
 Na perfeição de suas ações, de seus discursos e de seus pensamentos, em suas qualidades de   inteligência.
Assim, no coração da alma imortal anuncia-se o perfeito imperecível: a beleza do saber, a manifestação do logos, a ciência".
Platão, o banquete



Guido Romano (1492-) Pintor romano ligado ao Maneirismo. Foi assistente de Rafael e recebeu dele, após sua morte, uma valiosa herança. A convite do Duque de Mântua, construiu ruas, um sistema contra inundações, a catedral e o Pallazo del Té. Banquet of Cupido and Psyche (1527-1530). Pallazo del Té, Mantua. A representação do amor de Cupido e Psiquê. Em grego psiquê significa alma ou borboleta, razão da representação de Psiquê sendo uma mulher alada na maioria das pinturas.


Pieter Bruegel O Velho (1525-1569) Pintor e gravador flamengo. Nasceu em Breda. Viajou para Itália para aperfeiçoar-se. Na volta, instalou-se em Antuérpia e depois em Bruxelas. Os temas de Brugel retratavam a vida e os costumes dos camponeses e episódios da Bíblia adaptados para os cenários de sua cidade. O artista viajava pelo interior e ia buscar inspirações nas cenas observadas por ele. Peasant Weding Banquet (1558) Kunsthistorisches Museum, Viena.


Dirck Hals (1591-1656) Nasceu em Haarlem, Holanda. Irmão mais novo de Franz Hals, de quem foi aluno. Sua obra caracteriza pela precisa representação de figuras e suas roupas da época. Tinha grande domínio das cores. The Banquet (1628) Metropolitan Museum of Art, Nova York.



Giovanni (Giambattista) Battista Tiepolo (1696-1770) Nasceu em Veneza e morreu em Madri. Foi aprendiz de Lazzarine e influenciado por Tintoretto e Veronese. Suas pinturas são coloridas e grandiosas. The Banquet of Cleopatra (1733-1734) National Gallery of Victoria, Melbourne. A história veio do livro de Plínio, História Natural e mostra Cleopatra, a rainha do Egito dissolvendo uma pérola num copo de vinho para sauda a saúde de Marco Antônio.


Bartholomeus van der Helst (1613-1670) Nasceu provavelmente em Haarlen. Foi ativo em Amsterdam. Pode ter sido aluno de Franz Halls e foi considerado um ótimo pintor. Banquet of Civic Guard (1648) Rijzkmuseum, Amsterdam. A obra foi feita em homenagem a Guarda Civil de Amsterdam em comemoração ao tratado de paz de Munster. São vários retratos individuais colocados lado a lado e constituindo um conjunto perfeito. É notável as diferentes posições das cabeças, das mãos e da própria postura dos militares. Ao centro o capitão Witsen.


Willian Salter (1804-1875) Pintor inglês. Nascido e educado em Divon, completou seus estudos na Itália, onde foi professor da Fiorentina Academy of Fine Arts. Dedicou-se aos retratos e a pintura de temas históricos. Conta-se ter Salter, num passeio a cavalo, ter passado pelo local onde acontecia o banquete, a casa do Duque de Wellington e teve a inspiração de registrar a cena presenciada. The Waterloo Banquet (1836) Apsly House, Londres.



James Ensor (1860-1949) Nasceu em Ostend, Bélgica. Pintor e gravador. Seus trabalhos inicias são ligados ao Impressionismo, com o tempo criou sua linguagem própria lembrando a obra de Bosch e passando pelo Expressionismo e Surrealismo. Há uma permanente crítica social em seus trabalhos. Em 1929, foi feito Barão pelo Rei Alberto I da Bélgica.The Banquet of the Starved (1915). Metropolitan Museum of Art, Nova York. Durante a Primeira Guerra, a Bélgica sofreu com dificuldades na obtenção de alimentos. A pintura poderia ser uma alusão aos horrores da guerra. A mesa, semelhante a da Última Ceia é cercada por figuras grotescas representando assasinato, doença, fome etc. Ao fundo, os esqueletos completam o banquete de horror.


Sugestões: Giambattista Tiepolo _ The Metropolitan Museum of Art, 1996.

Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now