segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Anna Maria Maiolino Por um Fio

Sem título, 1994. Guache sobre papel 70 x 100 cm.
Está no Gancho, da série desenho objeto, 1976. Linha de costura sobre papel em caixa de madeira e vidro 1/3. 70 x 70x 6 cm.


"É o gesto agressivo e espontâneo de rasgas que descobre subitamente o mistério do vazio, que será costurado no arrependimento".
Anna Maria Maiolino
A exposição Por um Fio de Anna Maria Maiolino inaugurada no sábado na Mercedes Viegas Arte Contemporânea é uma rara oportunidade para se conhecer um pouco mais da obra da grande artista. Na conversa com Mercedes, ela revelou ter adquirido, pouco a pouco, obras antigas de proprietários que por motivos diversos queriam se desfazer delas. Ao ter um número adequado de trabalhos fez a exposição. Na verdade é quase uma retrospectiva, pois as obras compreendem um grande período de produção, de 1971 a 1997. Gravuras, desenhos, pinturas, serigrafias, objetos, instalação e livro de artista estão em exposição e, podem dar ao espectador a trajetória percorrida. A obra de Anna Maria Maiolino foi feita com trabalho, trabalho e trabalho. Às dificuldades de todos os tipos enfrentadas, ela respondia com uma produção cada vez mais inovadora. A seriedade, a perfeição na execução, a honestidade intelectual e o comportamento ético são característcas da personalidade da artista que contribuiram para o seu reconhecimento internacional. Mercedes está feliz, sentiu ter feito algo perfeito, pois muitas das obras nunca haviam sido mostradas antes e todas são de qualidade e estão em perfeito estado de conservação. Conseguiu, ainda, editar um belo catálogo, com fotos magníficas (fotógrafo Rob Curvello) de todos os trabalhos , enriquecido por um excelente texto de Marisa Flórida Cesar. Parabéns Mercedes Viegas.

Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now