sábado, 17 de abril de 2010

Jardim das Delícias Terrenas Hyeronimus Bosch

Aba direita fala sobre o inferno, representado com criaturas fantásticas. Ao centro, o homem árvore sobre a cabeca leva um disco em cima do qual estão monstros diversos. Na parte de baixo está o inferno musical, cujos os instrumentos servem para tortura.




O painel esquerdo é a imagem do paraíso. O Jardim do Éden com a fonte da vida, a representação de Deus como Jesus Cristo ao lado de Adão e Eva, esse de mãos dadas com Deus. Perto deles, a árvore do bem e do mal, uma palmeira com a serpente. Há brigas entre os diferentes animais, que poderiam sugerir o que viria a acontecer. Insetos, répteis e anfíbios representam o pecado feminino, já que terra e água eram considerados essenciais e prontos para receber a semente. Insetos, morcegos e aves significam o pecado masculino. O ar é considerado elemento ativo, associado ao fogo. O demônio está escondido nos buracos, nos tanques e rochas. A coruja presente, símbolo da malícia, aparece em um orifício de uma árvore oca.


A parte central significa onde o homem sucumbe ao pecado. Homens e mulheres despidos em atos sexuais, assim como plantas e animais. Há posições eróticas hétero e homosexuais. Os lagos não são cristalinos.




O Jardim das Delícias Terrenas (1504) é um trípitico descrevendo o mundo a partir da criação. (1504) Painel fechado. Mostra a criação do mundo. A terra dentro de uma esfera transparente seria a representação d esua fragilidade. Os tons utilizados mostram a ausência do sol e da lua No canto superior esquerdo aparece pequena imagem de Deus com tiara e a Bíblia e a frase: "Ele diz e todo foi feito. Ele o mandou e tudo foi criado".



Joeren van Aeken mais conhecido como Hyeronimus Bosch (1450-1516) Pintor flamengo. Infkluenciou a obra de Pieter Brugel e o Sulrrealismo via Max Ernest. São conhecidas cerca de 40 obras atribuídas a ele. Teve vida tranquila, pois casado com mulher oriunda d eamília rica pode dedicar-se à pintura. Acredita-se ter pertencido à alguma seita secreta.

Bosch Obra Completa de Pintura _ Taschen, 1991.





Um comentário:

Alberto Hermanny Filho disse...

Uma obra prima de todos os tempos... nunca vi uma pintura mais contemporânea. Parabéns pelo post, está perfeito!

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now