sábado, 16 de dezembro de 2017

Agnes Martin






Agnes Martin (1912-2004) nasceu no Canadá. Perdeu o pai aos dois anos e cresceu com a mãe, mulher independente, padrão raro para a época. Isso influenciou sua própria vida. Aos dezenove anos, mudou-se para os Estados Unidos, tendo se tornado cidadã americana. Estudou arte na Columbia University e na University of New México. Trabalhou como professora em diferentes escolas de ensino médio.
Fixou sua residência no Novo México e por estímulo de uma galerista, mudou-se para Nova York, onde fez sua primeira exposição. Desapontada com o ambiente encontrado, retornou aquele estado, escolhendo a cidade de Galesteo. Lá permaneceu até sua morte em 2004 numa vida dedicada às artes plásticas, à filosofia Taoista e aos seus escritos. Sua vida isolada, longe do convívio social acrescentou algo de espiritual aos seus trabalhos.
Foi relacionada ao Minimalismo, mas referia-se como pintora expressionista abstrata. Seu trabalho quer em óleo, grafite ou pastel sobre tela ou  papel chegam quase à perfeição. São grades, linhas e campos de cores elaborados com impressionante cuidado e admirável qualidade sempre procurando enfatizar a alegria e a beleza. Era reconhecido seu amor pela música.
Em 1993, o Whitney Museum of Contemporary Art de Nova York realizou uma grande retrospectiva. Agnes Martin recebeu o Leão de Ouro da Bienal de Veneza e a medalha de ouro do governo dos Estados Unidos. Suas obras estão nos mais importantes museus. Ela trabalhou até sua morte aos 92 anos. A qualidade de seu trabalho foi uma unanimidade entre críticos e artistas. Pace Gallery é sua representante.  Retrospectiva na Tate Gallery, Londres.


Sem título, 1952. MoMA, nova York.


Wedding, 1958. Coleção  particular.


Homage to Greece, 1959. Coleção particular


Untitled, 1969. Pace Gallery.

 Mountain,1960. MOMA Nova York.



Sem título, 1960. Pace Gallery.


Sem título, 1960. MoMA, Nova York.

Sem Título, 1961. Coleção particular.


Little Sister, 1962. Gugenheim Museum, Nova York.




Untitled, 1962. Museum of Contemporary Art, San Diego.


 White Flowers, 1962. Guggenheim Museum. Nova York.


Brown Composition, 1962


Wood I, 1963. MoMA, Nova York


Milk River, 1963. Whitney Museum of American Art, Nova York.

Stars, 1963. Coleção particular.


Sem título, 1963.


Night Sea, 1963. Saatchi Gallery, Londres.



Sem título, 1977. Guggenheim Museum, Nova York.


Sem título, 1963. Collection Emily Fischer Landau, Nova York.


Sem título # 9, 1984. Metropolitan Museum of Art, Nova York.



Fiesta, 1985. Guggenheim Museum, Nova York.


Sem título, 2001.





sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Marisol






 Marisol Escobar ou Marisol (1930-2016) Nasceu em Paris de pais venezuelanos. Estudou na École de Beaux Arts, Paris. Continuou sua formação na The Art Student League of New York e New School for Social Research. Durante seus dez anos iniciais estudou pintura e desenho, Sob a influência de Hans Hofmann aprofundou-se em aquarela. Mais adiante, sofreu influência da arte mexicana pré colombiana, o que a levou para a escultura. Ligou-se ao grupo da Pop Arte e foi a única mulher nesse movimento. Recebeu o prêmio Gabriela Mistral por sua contribuição para a arte latino americana e foi eleita membro da American Academy of Arts and Letters. Obteve grande sucesso comercial e teve reconhecimento com obras nos grandes museus americanos. Viveu e trabalhou em Nova York. Pintura, desenho, gravura, escultura e assemblages são os meios utilizados em seus trabalhos.
Seu espólio está sob a guarda do Albright-Knox Art Gallery, Buffalo.



Kennedy Family, 1960. Israel Museum, Jerusalém.


Jazz Wall, 1962. Museum of Contemporary Art, Chicago.


The Generals, 1962. Albright-Knox Art Gallery.




The Family, 1962. Currier Art Museum.


Baby Boy, 1962-1963.



Baby Girl, 1963


Self-Portrait Looking at The Last Supper, 1963-1964. Metropolitan Museum of art, Nova York.



Women with Dog, 1964. Whitney Museum of American Art, Nova York.


The Cocktail Party, 1965-1966.  Coleção particular.


Six Women, 1965-66.


Hugh Hefner, 1966-67



John Wayne, 1968. Collection of Colorado Spring Fine Art Center.


Working Woman, 1969.




The Death of Head and Leg, 1969. MoMA, Nova York.



Portrait of Father Damien, 1969.

I Hate You, 1973.

My Father, 1977.


Portrait of Martha Graham, 1977. Crystal Bridges Museum of American.


Portrait of Georgia O'Keefe and her Chows, 1982

Niños Sentados em um Banco, 1994.

Magritte, 1998. The Seavest Collection.







quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Eva Hesse



Eva Hesse (1936-1970) Nasceu em Hamburgo. Em consequência ao nazismo, a família enviou Eva e sua irmã para Holanda. Depois se reuniram e juntos foram para Londres e de lá  Nova York, em 1939. Estudou na Pratt Institute, Cooper Union e Yale School of Art and Architeture, onde trabalhou com Joseph Albers e recebeu sua graduação.  Pintura, escultura, desenho, gravura e instalações foram os meios utilizados para sua obra. Ligada ao Minimalismo e Pós Minimalismo, introduziu o uso de látex, fibra de vidro e plástico em seus trabalhos. Em 1962, casou-se com o escultor Tom Doyle e, dois anos depois mudaram-se para Alemanha para uma Residência Artística de seu marido. Em 1966, divorciaram. Em 1968, já em Nova York, tornou-se professora da School of Visual Arts. Em 1973, retrospectiva no Guggenheim Museum of Art, Nova York Morreu aos 34 anos de tumor cerebral. Seu espólio é representado pela Hauser and Wirth.


Sem título,1960.



Sem título, 1960.



Sem título, 1960 MoMA, Nova York.


Sem título, 1965. Tate Gallery, Londres.


Sem título, 1967. Tate Gallery, Londres.


Sem título, 1967. Tate Gallery, Londres.


Sem título, 1967-1968. Metropolitan Museum of Art, Nova York.


Contigent, 1968.


Repetition, 1968.

Sem título, 1968. MoMA, Nova York.


Sem título, 1968. Foto: Abby Robinson

I


Test Piece for Contigent, 1968.  National Gallery, Washington.


Sans II, 1968. Whitney Museum of American Art, Nova York.



Sans I, 1968. Washington State University Museum of Art, Pullman. Foto: John A. Ferrari.


Expanded, 1969. Guggenheim Museum, Nova York.



Sem título, 1969. Tate Gallery, Londres.



Sem título, 1970. Whitney Museum of American Art, Nova York.


Instalação, 2002. Retrospectiva no San Francisco Museum of Art. Foto: Ian Reeves.



Studiowork, 2010. Fundación Antoni Tàpies, Barcelona. Foto: Lluís Bover.





Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now